Dicas para aproveitar melhor os destinos com neve.

9
189

Todo mundo que pretende viajar para uma região com neve, independente do continente, país ou cidade, precisa tomar certos cuidados especiais para que a viagem não se torne uma tremenda dor de cabeça.

Já imaginou arruinar tudo por um pequeno detalhe?

Você preparou sua viagem durante meses, economizou, juntou todos os documentos necessários, solicitou o visto ou foi aprovado pelas autoridades de imigração, mas lá no destino um pequeno descuido ou um contratempo faz com que você estrague tudo. Não caia nessa roubada, acompanhe algumas dicas importantíssimas para se dar bem em suas férias de inverno.

Gosta da Itália? Leia outros posts relacionados:

Cidade cheia de neve
Viajar com neve pode se tornar uma experiência inesquecível | Lamon, Belluno – Itália.

Vista-se da forma correta

É pouco provável que você que mora no Brasil tenha em seu armário as roupas necessárias para frequentar uma região nevada, claro que nem tudo está perdido, primeiro devemos entender como as pessoas que moram nestas regiões se vestem, aproveitar as peças que já temos e comprar somente as faltantes.

Em regiões nevadas as pessoas vestem-se em camadas, todo ambiente fechado possui calefação, portanto, você precisa estar preparado para “tirar e colocar” as camadas de acordo com a necessidade.

Peças superiores:

  • Camiseta de manga curta;
  • Camiseta de manga longa;
  • Lã;
  • Jaqueta impermeável (a partir de €40 na Itália) ou sobretudo (aproximadamente €100);

Peças inferiores:

  • Meias;
  • Ceroulas (comprei na Itália por €46 da Löffler);
  • Calça;

Você basicamente precisará comprar ao menos uma jaqueta ou um sobretudo no destino, será difícil encontrar no Brasil algo perfeito para o clima, que varia entre +2ºC e -15ºC.

Moda feminina para o inverno
Moda feminina para o inverno.

Recomendo uma jaqueta de penas, costumam ser leves e bastante quentes, o suficiente para poder estar tranquilo do lado de fora. Melhor ainda se for impermeável e com touca, assim você pode se despreocupar pois estará vestido de acordo com a ocasião.

Quando entrar em algum estabelecimento tire imediatamente a camada superior (jaqueta ou sobretudo), não é bom ficar com ela por mais que você pense que a temperatura não está alta. Acontece que ao sair você sentirá ainda mais frio do que quando entrou.

Somente retire a lã se a calefação realmente estiver alta, e assim por diante.

Já as camadas de pernas servem para aguentar o frio mesmo, que por mais que seja seco nos primeiros dias choca um pouco, escolha meias grossas (ou melhor ainda de lã se encontrar), já as ceroulas eu recomendo que não tenham pé pois as com pé precisam ser lavadas com maior frequência em razão do suor (chulé), evidentemente você usará roupa íntima por baixo dela (cueca ou calcinha) e por isso não precisará lavá-la diariamente.

Você poderá usar calças jeans mesmo, mas minha experiência me faz acreditar que se você puder comprar uma calça de algodão bem folgada o resultado é ainda melhor, pois costumam ser mais quentes que o jeans.

Roupas para homens (inverno)
Moda masculina para o inverno

Você somente precisará de uma calça impermeável se for esquiar, mas elas costumam ser bastante caras (comprei por €60 na Itália, da marca mais barata). Se você julgar que esse investimento é alto para esquiar somente uma vez vá com a calça jeans e deixe reservada outra na mochila para trocar, dessa forma você sai da pista e veste roupa seca.

Outro conselho é a escolha de um bom par de luvas, de preferência impermeável, você sentirá muito frio nas mãos caso tocar a neve, mãos desabrigadas implicam em uma sensação de frio bastante maior.

Normalmente botas comuns ou até uma botinha Timberland estão de bom tamanho para neve ocasional, se você for andar na cidade, mas, se pretende fazer alguma caminhada de montanha ou até mesmo andar sobre neve alta o ideal é uma bota adequada, impermeável e se possível com garras. Não há nada pior que molhar os pés com a neve, seu corpo inteiro esfria.

Não esqueça dos cachecóis, o grande charme do inverno, se possível compre vários pois usará todos os dias o dia todo. Não saia sem proteger o pescoço, é dor de garganta ou resfriado na certa!

Vai esquiar?

Mulher esquiando
Esquiar é muito divertido, deixe o medo de lado e aproveite!

Existem lugares que não alugam roupa! Para mim essa foi uma grande novidade, na primeira vez que subi a montanha para esquiar na Itália me deparei com um pequeno inconveniente: não existem empresas que alugam roupas para esquiar, somente o equipamento de ski (aproximadamente €20 / pessoa) ou pranchas de snowboard (também carrinhos para descer sentado).

As roupas em si, jaquetas, luvas, capacetes, óculos e calças impermeáveis não são encontradas para alugar nesta região (norte da Itália).

Eu sempre soube que nos Estados Unidos ou até mesmo em Bariloche alugar era possível, mas na Itália não é. Tive que retornar e investir um bom dinheiro em vestimenta (somando 2 pessoas gastamos cerca de €300, sem comprar jaquetas pois já tínhamos esportivas impermeáveis) para poder esquiar.

Roupas para neve
Roupas impermeáveis

Compramos (1 item para cada 1):

  • Calças impermeáveis;
  • Luvas impermeáveis;
  • Meias para esquiar (longas e quentes);
  • Touca;
  • Gel térmico para mãos;
  • Gel térmico para pés;

Os géis térmicos servem para uma emergência, no caso de você sentir muito frio. Não devem ser utilizados diretamente na pele pois podem causar alergias. É importante ler o manual de uso de cada marca pois costuma variar, vale a pena comprá-los pois são bastante econômicos (€2,50 cada), eles podem ser a salvação para quem sofre com o frio intenso das montanhas e pistas de ski.

Pague um professor! Por mais que seja um investimento extra, esta é a única forma de um iniciante aproveitar melhor as pistas de ski. Na primeira vez que fui às montanhas para esquiar (Passo Brocon – Itália) não havia professor disponível (já estavam todos ocupados), decidi me aventurar na pista chamada “Campo Scuola” (ideal para iniciantes mesmo).

Confesso que na primeira vez que desci tive um pouco de medo, ainda mais porque minha esposa desceu antes e vi ela cair (sem se machucar). Mas, eu estava ali para esquiar, não para me acovardar.

Depois da segunda você vai pegando prática e cada vez desce melhor, não tive oportunidade de aprender a esquiar com um professor, mas pretendo voltar para assim fazer. Por esta razão não pude ainda sair da “Campo Scuola” para uma pista maior.

Ski Passo Brocon
Eu (André Darugna) e minha esposa (Karen) esquiando na Itália (Passo Brocon).

Naquele dia foram somente 5 descidas (chegamos tarde realmente), ,as a emoção de descer a pista de ski mesmo sendo uma pista pequena foi enorme. O vento golpeando o rosto, os flocos de neve que chocam contra seu corpo cada vez mais rápido, tudo lhe dá uma sensação de liberdade, de estar voando.

Em uma pista de ski maior essa sensação certamente é proporcional, quanto maior a pista maior a emoção.

Dicas para aproveitar mais sua jornada de ski:

  • Chegue cedo, as pistas fecham às 16h30 pois no inverno a noite cai bem cedo
  • Pague um instrutor, você aproveitará muito mais
  • Não invista tanto na roupa para esquiar se for usar somente uma vez (vá de jeans e leve uma roupa de reserva para depois)
  • Se você é totalmente iniciante vá de Ski, o Snowboard é mais difícil
  • Caso se sinta inseguro para esquiar alugue um carrinho para descer sentado (se chama BOB)

‘Compre’ corrente de neve

Uma excelente dica para você que viajará de carro é contar com a corrente de neve, na Itália por exemplo é “obrigatório” possuir ao menos no porta-malas do dia 15/11 até o dia 15/04, caso você for pego andando sem a corrente (mesmo que estiver guardada) a multa é de aproximadamente €80.

Para incluir essa corrente no aluguel, a Hertz (empresa da qual aluguei o carro), cobra €43 para 7 dias, por esta razão eu recomendo que você não alugue mas compre uma nova.

Uma corrente toda sua, nova na caixa custa somente €40 (para o Fiat 500, pesquise o modelo do carro que alugará) na Itália. Óbvio que ela pesa e não compensa levar de volta ao Brasil pois jamais utilizará em solo nacional, mas é mais barato comprar. No final da viagem você poderá vender para alguém, anunciar no eBay, ou até mesmo dar para alguma pessoa que conheceu de presente.

Passei um sufoco danado durante a subida de uma montanha, rumo à estação de Ski, nosso carro começou a deslizar e inclusive perdi o controle, o carro não respondia nem ao volante e muito menos ao freio, foi uma sorte grande conseguir parar sem bater.
Eu montando corrente de neve no Fiat 500 na Itália
Eu (André Darugna) montando a corrente de neve no Fiat 500 na Itália.

Eu contava com a corrente no porta-malas, instalei ela e segui viagem, caso não contasse com esse acessório certamente teria ficado trancado na montanha e precisaria gastar uma nota preta para chamar um guincho.

Instalar uma corrente é fácil, normalmente vem com manual em várias línguas inclusive o português. Basicamente você deverá instalar o par nas rodas de tração (geralmente as da frente), será muito difícil precisar de 4 correntes, elas vem em pares.

Fique atento aos limites de velocidade recomendados pelo fabricante, normalmente não é recomendável andar a mais de 50km/h pois podem rebentar.

* Vídeo-tutorial de montagem de correntes de neve

Cubra o parabrisa dianteiro do veículo durante a noite

Outro conselho extra que quero dar é o cuidado com o carro quando ele fica estacionado no exterior durante a noite, primeiro levante todos os limpadores de parabrisas (inclusive o de trás), o peso da neve pode quebrá-los e pagar um limpador novo não será nada interessante. Também se possível cubra o vidro dianteiro com uma toalha, dessa forma será mais rápido sair de manhã, basta retirar a toalha e pronto, vidro impecável.

Por último mas não menos importante, se você alugar um carro a Diesel precisará tomar cuidado com o tipo de Diesel, como viajará para uma região de baixa temperatura precisará carregar um combustível especial, anticongelante. Peça por combustível alpino.

Mas se seu carro é a gasolina não precisa se preocupar pois a gasolina não congela com temperaturas baixas normais (o rapaz do posto me contou que gasolina aguenta até -30ºC sem problema algum).

Proteja-se do Sol

Parece estranho mas essa recomendação quando a gente vai para uma região de frio é importantíssima. O gelo reflete o sol e faz com que ele queime ainda mais, como a sensação é fria você nem vai se dar conta mas poderá sofrer queimaduras bastante graves.

Proteja suas mãos e rosto com o filtro diariamente, também é importante comprar uma manteiga de cacau para os lábios, pois com o frio costumam ressecar.

Não esqueça de um bom par de óculos com proteção UVA.

Quer passar férias inesquecíveis na Itália e aproveitar as maravilhosas pistas de esqui daquele país? Viaje bem e barato com uma empresa aérea nacional de grande qualidade! OFERTA: Passagem barata para Milão (aqui).

Considerações Finais / Opinião

Se você vai viajar por primeira vez para um país com neve, seja para esquiar ou somente passear, lhe garanto que será uma experiência incrível. O primeiro contato que tive com a neve foi fantástico, uma alegria me contagiou de forma impressionante.

É maravilhoso, você não precisa se preocupar em sentir muito frio pois quando há neve a umidade é baixa e bem abrigado praticamente não se sente. Poderá aproveitar bastante, mas precisa sim estar bem abrigado, você não sente, mas o frio pode lhe fazer mal.

Boneco de Neve
Boneco que fizemos em nosso primeiro dia de neve na Itália.

Não deixe de cuidar dos detalhes e seguir as dicas acima, elas contam parte de minha experiência na neve. Situações que vivi e tive que lidar com elas no instante, não estava preparado. Você não precisará passar por situações como estas para aprender, já está avisado e pode se preparar.

Aproveite as férias e não deixe de brincar, independente da idade a neve nos faz voltar à infância, nos dá vontade de montar o primeiro boneco ou até fazer uma guerrinha de bolas de neve. Divirta-se!

Já passou férias em alguma região com neve? Conte-nos sua experiência, destino e compartilhe conosco suas recomendações para o frio.

9 COMMENTS

  1. Boa tarde André, tudo bem? Quero parabenizar vocês pelo post. Voltei de Ushuaia semana passada e as dicas de vocês foram extremamente úteis. Abraços, Felipe.

  2. Olá!
    Parabéns pelo blog, muito legal!
    Só gostaria de corrigir uma informação nesse post que achei bem interessante também e inclusive gostaria de compartilha-lo na nossa página no facebook (facebook/tempoviagem), que é sobre o aluguel das roupas de inverno, muitas estações de esqui aqui na Europa alugam sim roupas! Talvez a que vocês foram na Itália foi uma exceção, mas não generalize esta informação que é importante para quem deseja experimentar os esportes de inverno, vale a pena investir em uma roupa impermeável (seja aluguel ou não) em vez de ficar molhado. Fica a dica!
    Mais uma vez, parabéns pelo blog 🙂
    Jus

  3. Olá, André!
    Gostaria de saber onde vocês encontraram e se foi fácil achar as roupas pra comprar. Eu já esquio há alguns anos, mas preciso comprar tudo novo com urgência e estou programando pra próxima ir a Cervinia. Como nunca fui atras disso nas viagens, não sei se é fácil encontrar. Obrigada.

  4. Poxa, legal ler esse tipo de coisa. Talvez eu tenha menos da metade desses recursos pra fazer uma viajem dessa, estou pensando em chile ou argentina. Se Itália for a decisão será coisa de 2 ou 3 dias por conta do $$. Sonho de baixa renda rs, deve imaginar como é.

    Parabéns pelo blog.

    Abraço.

    • Olá Philippe, tudo bem?
      Viajar não é somente para renda alta, tudo é questão de foco.
      Não pense que eu e meu irmão somos ricos, batalhamos muito para poder viajar, mesmo assim nossa prioridade é essa então conseguimos uma viagem intercontinental de 20 dias pelo menos uma vez ao ano.

      Foco no objetivo, economia em tudo, deixa o desnecessário de lado e economize, dará certo.
      Grande abraço.

LEAVE A REPLY