Convenhamos em uma coisa, preço justo e aeroportos não caminham juntos, utilizando grandes técnicas de marketing os aeroportos estão cheios de armadilhas para conseguir fazer você gastar / perder dinheiro. Se você vai sair de férias, esteja preparado para não começar a desperdiçar sua economia antes mesmo de sair do país.

Mas, não pense que isso somente acontece no Brasil, os preços absurdos praticados em aeroportos são uma constante em qualquer parte do mundo, por essa razão, siga estas dicas e esteja sempre preparado para não precisar gastar nenhum centavo nos terminais aéreos que passar.

Além do preço alto os serviços oferecidos em aeroportos são em sua maioria bastante inferiores que os externos, sejam restaurantes caros e de má qualidade, como também internet lenta por preços altíssimos.

Quer economizar nos aeroportos? Seguem as dicas!

1) Cuidado com o câmbio

Câmbio de moedas no exterior - economizar nos aeroportos
Embora seja muito recomendável trocar algo de dinheiro nos aeroportos, como indiquei em meu artigo 10 erros clássicos dos turistas, as casas de câmbio em aeroportos são geralmente as que mais faturam no mundo.

Tenha sempre em mente que trocar dinheiro no aeroporto é somente para casos de emergência, portanto, se vai para os Estados Unidos, troque 100 dólares, para a Europa, 100 euros, e assim por diante.

Nunca troque muito ou todo o seu dinheiro nas casas de câmbio dos aeroportos, os preços praticados são muito piores do que você imagina, o motivo é óbvio, turistas receosos, com medo de bilhetes falsos e sem saber se irão conseguir outro lugar para trocar dinheiro. Mas você sempre vai conseguir, não caia nessa roubada.

Muitas vezes ainda, compensa você tentar utilizar um caixa eletrônico para sacar dinheiro, ou mesmo com o IOF de 6,38% pagar tudo o que puder com o cartão até conseguir uma melhor cotação em uma casa de câmbio na cidade destino.

2) Leve sua própria água e comida

Economize com água e comida no aeroporto - economizar nos aeroportos
A água em aeroportos possui um custo muito elevado, poderia dizer que custa mais do que petróleo, comprar uma garrafinha de água é realmente pedir para ser roubado, no Brasil pode custar R$5,00, já lá fora passa disso, saindo por €3.

Lembre-se que você sempre pode levar uma garrafa de água consigo, a maioria dos aeroportos possui bebedouro e você poderá recarregar a garrafa após passar pelo procedimento de segurança.

[message_box title=”Esvazie a garrafinha” color=”red”]Não deixe de esvaziar a garrafa antes de passar pelo scanner, caso contrário você perderá a garrafa e não poderá recarregá-la depois.[/message_box]

O mesmo se aplica à comida, você consegue levar para o aeroporto alguns salgadinhos, chocolates e algum sanduíche para comer enquanto aguarda seu vôo, poderá aproveitar tudo isso para economizar nos aeroportos, antes de embarcar, por essa razão quero recomendar que tente fazer o embarque sempre nos últimos minutos, com a finalidade de aproveitar o maior tempo em sua zona de conforto.

Quando for passar pelo scanner deverá deixar tudo para trás, não é permitido entrar com comidas, as vezes até passa, mas geralmente elas são descartadas.

Levar sua comida não é nada feio não, feio é pagar U$4 num café expresso, U$10 num sanduíche de queijo e presunto, etc.

Depois de subir ao avião seus problemas terminaram, quase todas as companhias aéreas oferecem refeições gratuitas, com várias opções de acordo com seu gosto e bebidas livres.

3) Duty-free: Livre de impostos, mas e o preço?

Compras baratas no Duty-Free "pero no mucho" - economizar nos aeroportos
Os Duty-free são “barato pero no mucho”, o fato é que por mais que sejam lojas livres de impostos, isso não significa que os preços valham a pena, e é esse justamente o negócio deles. Muitos turistas compram loucamente achando que só por ser uma loja de Duty-free já estão fazendo um grande negócio.

Grande engano, as lojas de Duty-free possuem fama de serem mais baratas, isso se deve justamente pelos produtos chamariz, como: cigarros, bebidas e perfumes, eles sim são mais baratos que em lojas fora do aeroporto.

Mas a maioria dos produtos ali vendidos estão super faturados, por exemplo, qualquer estojo de câmera digital, almofada para o pescoço, carregadores e adaptadores de viagem lhe custarão uma fortuna, não caia no marketing deles.

4) Souvenirs

Souvenirs - lembranças de viagem - economizar nos aeroportos
É claro que nos aeroportos você terá sua última oportunidade de comprar souvenirs em suas viagens, e eles sabem muito bem disso, aproveitam para vender os mesmos presentes que você poderia ter comprado no destino com preços exorbitantes, não deixe para comprar suas lembracinhas de última hora, planeje e compre sempre no ponto turístico.

Procure os presentes originais, diretamente nos pontos turísticos, lá existem muito mais opções, com preços mais em conta e normalmente com qualidade superior.

Não seja um esquecido que colabora com o enriquecimento das lojinhas de aeroportos, afinal, a venda destes produtos tem somente um público-alvo: os esquecidos.

5) Internet

Internet - economizar nos aeroportos
Existem muitos aeroportos que já oferecem Wi-Fi gratuito, mas a maioria deles é de uso limitado, velocidade lenta, poucos minutos ou com sorte algumas horas.

Em longas esperas e casos de urgência você pode recorrer ao serviço pago de internet, mas ele é sempre bastante caro, alguns lugares chegam a cobrar U$5 por hora de conexão.

Evite ao máximo cair no desespero e pagar um preço fora da realidade, seja esperto e saia em busca de oportunidades. É normal em muitos aeroportos do mundo que empresas ofereçam o serviço de conexão Wi-Fi gratuito na compra de algum de seus produtos.

Quando viajei a Cancún, no México, tive uma longa espera para a conexão, foram 8 horas em México DF até a saída de meu vôo para Cancún, o custo da internet era bastante alto, foi aí que aprendi a procurar uma internet mais barata.

Naquele aeroporto o Starbucks oferecia conexão livre para quem tivesse consumido qualquer coisa, comprei um café para mim e para minha esposa, ambos utilizamos a internet durante todo o período de espera, com direito a assento e tomadas para carregar as baterias, tudo isso por aproximados U$5, os mesmos que deveríamos pagar por cada hora de uso da internet do aeroporto.

6) Livros e revistas

livros-revistas - economizar nos aeroportos
Outro dos grandes roubos em aeroportos são as bancas de livros e revistas, já imaginou o negócio que é para eles a venda de materiais impressos?

Você tem uma longa espera, nada para fazer, o que lhe vem à cabeça? Comprar um livro ou uma revista para tentar passar o tempo, pois bem, em aeroportos os livros e revistas sempre são mais caros que em lojas externas, por essa razão, antes de viajar compre em sua cidade um bom livro ou sua revista favorita, você vai precisar deles!

Antecipar-se é uma grande forma de economizar nos aeroportos, sempre leve um livro para o aeroporto, os atrasos são comuns e a espera normal já justifica estar bem preparado. Além de economizar você aumenta sua cultura.

Sempre que viajo compro livros, normalmente consigo ler um livro de 120 páginas no trajeto aeroporto destino. Nestes lugares você tem o tempo livre necessário para dedicar-se a uma boa leitura, com a espera e o tempo de vôo um livro será pouco!

7) Estacionamento

estacionamento - economizar nos aeroportos
Quase por último, mas não menos importante, os estacionamentos de aeroportos podem chegar a custar mais caro que o próprio hotel, posso até estar exagerando, mas o fato é que deixar seu carro parado pagando diária em aeroportos não é uma grande escolha.

Prefira utilizar um serviço de táxi, ou melhor, peça para um amigo ou parente levá-lo e buscá-lo, você com certeza irá economizar uma boa grana.

Não pense que irá incomodar quem lhe fizer o favor, as pessoas normalmente gostam de participar destas ocasiões, ficam felizes de serem as primeiras a escutarem tudo sobre sua viagem e também de despedir-se de você no aeroporto.

Com diárias de R$20 ou mais em estacionamentos no Brasil, com a economia de uma viagem de 20 dias você facilmente consegue trazer presentes para toda a família.

8) Tenha um cartão com Priority Pass

priority-pass - economizar nos aeroportos
Por mais focado que você seja, sempre uma hora ou outra terá de comprar uma garrafa de água ou alguma comida rápida, a não ser que você tenha um cartão Priority Pass.

Para quem não conhece, o Priority Pass é um cartão que lhe dá acesso gratuito a mais de 600 salas VIP em aeroportos do mundo inteiro, obter um cartão destes não é tão difícil e caro como pode parecer, na verdade não paguei nada por ele, meu cartão de crédito Master Card Black inclui este benefício. Fale com seu gerente de conta e solicite maiores informações, quem sabe você consegue um cartão destes também.

Após ter conseguido o Priority Pass, há aproximadamente 1 ano atrás, minhas esperas em aeroportos nunca mais foram as mesmas, é delicioso aguardar em confortáveis salas com sofás, televisores, acesso livre e gratuito à internet, revistas, livros, comidas e bebidas livres.

[message_box title=”Solicite seu Priority Pass” color=”blue”]Fale com seu gerente e peça um cartão que lhe dê direito de uso do Priority Pass, com certeza vale a pena, como comentei não pago nada por este enorme benefício, ele está incluso em meu cartão de crédito.[/message_box]

Considerações Finais

Os aeroportos estão cheios de pegadinhas, são estratégias de marketing somadas ao alto custo de aluguel, que fazem os preços irem às alturas. Viaje sempre preparado e sinta no bolso como é bom economizar, com dicas simples como levar sua própria água, você soma para poder aproveitar muito mais em sua viagem.

  • Agora quero conhecer sua experiência, qual é sua estratégia para economizar nos aeroportos?

Grande abraço, até já.