A maioria dos passageiros sofre com o frio dentro dos aviões, é recomendável ao viajar levar consigo um casaco, uma jaqueta ou até mesmo solicitar um cobertor à aeromoça. Mas afinal, qual o motivo do interior dos aviões ser tão gelado?

É realmente preciso manter a temperatura baixa por alguma razão técnica? Sabe-se que mesmo com o frio que quase todos passamos dentro dos aviões, não há razão técnica alguma, mas sim algum tipo de explicação que lhes darei a seguir. O motivo é bem mais simples do que pode parecer.

Qual o motivo de fazer frio dentro dos aviões?

O sistema de ar condicionado dos aviões é o responsável por nos manter aquecidos e separados das temperaturas geladas que podem fazer quando se viaja aos 12 mil pés de altura, o fato é que o sistema de ar condicionado é fundamental para uma viagem confortável e não deve ser desligado.

É normal por esta razão que a cabine seja fresca, na verdade muitas vezes mais do que o normal, a razão mais aceita para este fato é que quem controla a temperatura dentro do avião é a equipe de bordo, comissários e comissárias, como eles estão ativos em praticamente todo o trajeto as calorias que queimam durante o trabalho pode fazer com que sintam calor, situação muito diferente dos passageiros que permanecem sentados.

Passageiros que viajam despreparados costumam passar muito frio durante os vôos.

Passageiros que viajam despreparados costumam passar muito frio durante os vôos.

Podemos dizer que qualquer piloto conhece este tipo de problema em relação à temperatura interna do avião, agora, seria desagradável ser atendido por um comissário pingando de suor, por isso as companhias aéreas costumam oferecer os cobertores, meias de lã e também a possibilidade de cada um fechar a saída de ar pessoal no teto.

A dica que podemos dar aos viajantes que passam muito frio é solicitar os assentos do fundo do avião, geralmente o fluxo do ar condicionado nos aviões é da frente para trás, portanto, é comum que a parte traseira do avião não fique tão fria.

No futuro, poderemos ver soluções como os assentos climatizados, parecidos com os que já são utilizados em automóveis. Estes assentos permitirão que o usuário ajuste a temperatura de acordo com seu gosto, de forma independente de passageiro para passageiro.

Ao invés dos controles de umidade, purificação do ar e ventiladores sejam compartilhados por todos, no futuro eles estarão integrados em cada assento, evitando que os passageiros passem frio dentro dos aviões.

* Inspirado no: Nomadistas