Visitar Milão é uma experiência que todos deveriam ter, de entrada você encontrará uma cidade muito desenvolvida com edifícios grandes e muito movimentada, a capital da moda é também um dos grandes motores da economia européia.

Se você está chegando na Itália por Milão, no aeroporto Malpensa, recomendo que não gaste seu dinheiro em táxi. Você poderá comprar facilmente um bilhete de metrô que parte de dentro mesmo do aeroporto, uma forma muito mais econômica de iniciar sua viagem pela ‘bella Italia’.

Minha experiência por Milão foi bastante interessante, por mais que tenha reservado somente dois dias para conhecer essa cidade tão grande e importante, ícone europeu.

Cheguei num 31 de dezembro, data muito peculiar pois poucos viajam na virada do ano, enfim, passei o Ano Novo (Rèveillon) em Milão, história essa que contei em outro post e recomendo muito a leitura pois o que vivi neste dia ninguém jamais se imaginará.

Como se locomover em Milão?

Quero começar a comentar sobre a forma de se locomover em Milão (e também em qualquer cidade grande da Itália), preferi não alugar um carro já no dia que cheguei, o motivo é simples: os hotéis cobram pelo estacionamento e o transporte público é bom o suficiente para que você deixe seu carro parado.

Tram Milano
TRAM, transporte barato dentro de Milão (€1,50).

Passear de carro numa cidade destas é um grande erro, estacionamentos são escassos e você não vai aproveitar como deveria. Quebre o paradigma, o transporte público é muito bom, barato e pontual na Itália. Viajávamos de nosso hotel (Holiday Inn) para o centro da cidade (região da Duomo) por somente €1,50.

Os bilhetes devem ser comprados antecipadamente, não há cobrador no ônibus, tram ou metrô, sempre perto de cada parada você encontrará um local que vende, seja uma banca (conhecida por aqui como “Tabacchi”), em qualquer lugar assim chamado se vendem revistas, cigarros e até café de primeira qualidade.

O que ver em somente 2 dias em Milão?

Bom essa é uma grande pergunta, são tantos lugares, tanta história numa cidade importante como Milão que você realmente fica um pouco perdido. Seguindo conselhos de parentes e amigos, também resultado de alguma busca pela internet, decidimos focar a viagem na região da catedral (Duomo di Milano). Diga-se de passagem um lugar belíssimo.

É nesta região que está tudo o que o turista que possui pouco tempo, está fazendo um giro pela Itália ou até pela Europa precisa ver. Prepare-se para caminhar, mas tudo pode ser feito a pé com um pouco de boa vontade e com algumas pausas.

Os principais pontos para se visitar são:

  • Duomo di Milano
  • Museo del Duomo
  • Museo del Novecento
  • Palazzo Reale
  • Galleria Vittorio Emanuele II
  • Castello Sforzesco / Parco Sempione
  • I Navigli

São tantos lugares, tanta arte, você não irá conhecer a história em Milão, estará pisando sobre ela e é isso que faz da Itália um lugar tão fascinante. Você não vê história, você vive a história em cada edifício, cada construção, cada cantinho particular que somente você encontrará. Não há uma fórmula de sucesso melhor do que caminhar pelas pequenas ruas e encruzilhadas de Milão.

Vamos conhecer os lugares?

Duomo di Milano, Museo del Duomo e Museo del Novecento

Essa é a catedral, saiba que em qualquer cidade da Itália quando ler ou ouvir falar de “Duomo” estão falando da Catedral. Cada cidade grande possui uma, a grande maioria é imperdível até para ateus, não é um lugar somente religioso. Todas essas construções são verdadeiras obras de arte, não deixe de visitar cada uma delas (entrada gratuita, são igrejas).

Duomo di Milano
Duomo di Milano, beleza por fora e por dentro.

Duomo di Milano, do latim “Domus Dei” (Casa de Deus) possui um estilo gótico, com uma fachada neogótica. Essa catedral foi construída durante séculos, evidentemente tantos detalhes não poderiam levar menos tempo. Ela possui muitos mas muitos detalhezinhos que dão arrepios. Você entrará num mundo totalmente diferente ao visitá-la, vale a pena entrar com tempo e pagar a pequena taxa de €2 para poder tirar fotos no interior.

Essa igreja começou a ser construída no ano de 1387, estamos falando de quase 700 anos de história, são 157 metros de comprimento e pode suportar até 40.000 pessoas no seu interior.

O interessante da história é perceber como essa catedral era o centro da Antiga Roma, com as ruas projetadas todas ao redor ou até mesmo partindo da praça. O Duomo di Milano somente foi terminado no início de 1800, quando Napoleão, prestes a ser coroado o Rei da Itália ordenou que fosse terminada a fachada.

Em síntese, o principal ponto turístico de Milão, totalmente imperdível.

Dentro do Duomo está o Museo del Duomo, é de entrada opcional mas certamente você irá encontrar ainda mais história desse lugar fascinante. Não tive o prazer de entrar pois estava fechado para visitação no dia em que passei por ali.

O Museo del Novecento está ao lado direito se você olhar a Catedral de frente, sua proposta é um pouco mais moderna e abriga a história artística do século passado, também é imperdível e possui o ano inteiro a exposição de obras de arte de artistas importantes como Picasso, Morandi e Boccioni.

O Palazzo Reale é outros dos referentes no que se refere à arte em Milão, o edifício hospeda mostras de diferentes formas expressivas, são pinturas, esculturas, fotografias e até audiovisuais.

O Palácio em si é repleto de história, veja bem, estamos falando da sede do governo romano até o final da Idade Média, desempenhou um importantíssimo papel político e estratégico naquela época. Perto do final do século XVIII o edifício sofreu mudanças estéticas e passou por reformas adotando um estilo neoclássico, criado pelo arquiteto Giuseppe Piermarini. Depois disso se tornou um palácio de reis, inclusive de Napoleão.

Somente em 1919 ele foi passado para o Estado Italiano e aberto ao público, infelizmente em 1943 um bombardeio da segunda guerra destruiu parte do edifício que passou por um longo período de restauração antes de ser devolvido à cidade.

Galleria Vittorio Emanuele II

O que seria da Itália sem essa galeria, ela é considerada o shopping mais antigo do mundo e foi construída na primeira metade do século 19. Para se ter uma idéia participaram 176 arquitetos no projeto inicial, cada qual expondo suas idéias, no final, venceu a de Giuseppe Mengoni.

Eis a Galleria Vittorio Emanuele II, cheia de história, um lugar que hospeda lojas das grifes mais famosas do mundo, um verdadeiro espetáculo da capital da Moda, digno de visitar.
Galleria Vittorio Emanuelle
Galleria Vittorio Emanuelle em Milão, considerado o primeiro shopping do mundo.

Não se esqueça da tradição, lá no centro da galeria você com certeza verá um aglomerado de pessoas, elas estão pisando nos testículos do touro. Calma lá que eu explico, acontece que dizem que pisar com o calcanhar do pé direito sobre as bolas do touro e girar pelo brasão de armas da cidade de Turim traz sorte. Acredite esse ritual é repetido diariamente por milhares de turistas, inclusive a imagem do touro se desgasta rapidamente e é constantemente restaurada.

Castello Sforzesco / Parco Sempione

Este castelo é um dos principais símbolos da cidade de Milão, foi construído no século 15 por ordem de Francisco Sforza. Durante o passar de séculos e gerações o mesmo passou por diversas reformas e modificações, o que o torna ainda mais peculiar.

Ao norte do castelo você encontra o Parco Sempione, um parque verde com aproximadamente 180 metros de largura, com quatro torres angulares.

Castello Sforzesco Milano
Castello Sforzesco, 500 anos de história.

O castelo é muito belo, com uma arquitetura bastante diferente, hoje em dia hospeda uma importante instituição cultural e turística, mas já foi inclusive campo militar entre os anos 1500 e 1600.

Bonito de se visitar inclusive durante a noite, super tranquilo e com a fachada iluminada. Porém, a região é um pouco deserta, principalmente no inverno e vale a pena tomar todos os cuidados para evitar qualquer inconveniente. Milão está repleta de imigrantes desocupados, e como toda cidade grande não é tão segura.

I Navigli

Esta é uma região muito movimentada da capital da moda, você pode passar ali durante qualquer hora do dia e encontrará centenas de pessoas tomando café, comendo e batendo papo em algum de seus intermináveis locais.

Lá existem: lojas, restaurantes, bares, pubs, pizzarias, cervejarias, discotecas, sorveterias e também locais de festas e eventos.

Basicamente são duas vias cortadas por um canal irregular e navegável, que antigamente conformava uma das principais entradas e saídas de barcos e embarcações da Itália para o mar.

Imagens do centro de Milão
Imagens do centro de Milão

Se você deseja conhecer o lado mais animado, com agito e diversão em Milão não pode deixar de dar uma passada por essa região durante a noite, as ofertas gastronômicas e discotecas jamais lhe decepcionarão.

Não se esqueça:

  • Podemos pegar um trem no Aeroporto de Milão (Linate) para o centro da cidade (não pague táxi!)
  • A Catedral da Milão (Duomo di Milano) é lindíssima de noite
  • Não vale a pena mover-se de carro em Milão, use o TRAM (trem elétrico) ou o Metrô
  • Holiday Inn de Milão (Garibaldi) é um excelente hotel econômico e ao lado de uma estação de trem
  • Você só terá uma viagem “redonda” se programar com bastante antecedência
Quer passar férias inesquecíveis na Itália e conhecer as belezas únicas daquele país? Viaje bem e barato com uma empresa aérea nacional de grande qualidade! OFERTA: Passagem barata para Milão (aqui).

* Preço válido no dia da publicação, sujeito a variação sem aviso prévio.

Conclusão / Opinião

Bom, estas são apenas algumas dicas rápidas para você que como eu passará rapidamente por Milão, evidentemente há muito mais o que ver e conhecer, como o Teatro Alla Scala, a Igreja Santa Maria delle Grazie, Pinacoteca di Brera, Pinacoteca Ambrosiana, etc. São todos locais onde você poderá estar em sintonia com a arte e conhecer obras importantes de artistas renomados como Leonardo da Vinci, Bellini, Tiepolo, Caravaggio e Rafael.

Mas, Milão é tudo isso e muito mais, recomendo que você tenha bastante paciência para conhecer cada cantinho da região do Duomo, onde encontrará muitos pontos particulares de arquitetura e história. Se tiver um dinheiro sobrando não deixe de fazer compras na Galleria Vittorio Emanuele II, um dos maiores importantes de compras do mundo.

Não esqueça que na Itália existem muitos Outlets de grifes, portanto não se empolgue pois há como economizar levando peças interessantes. Mas isso comentarei em outro post.

Por hoje é só, espero que tenham gostado desse pedacinho de Milão que lhes mostrei e lhes convido a contar suas experiências na capital da moda se é que já visitaram essa maravilhosa cidade.

Booking.com
Booking.com
Booking.com
Booking.com

67 Comentários

  1. Boa tarde! Eu e minha esposa passaremos nossa lua-de-mel na Italia, e estou marcando as cidades a serem visitadas. Os principais “centros” sao Roma, Florenca e Milao. Penso em fixar base nessas 3 cidades, aproveitando ao maximo suas peculiaridades e tambem seus arredores. A unica coisa certa nessa viagem ate o momento sera o passeio pelo vale dos motores, que farei durante minha passagem por Florenca, pois de la parte o passeio que comprei, e que leva um dia inteiro. Como vc aconselha dividir esses 10 dias de viagem que farei no total por essas regioes? Obrigado!

  2. oi Andre, td bem?? estou indo para milão em abril /16, gostaria de saber como posso adquirir os ingressos para conhecer” a última ceia” do da vinci, não estou conseguindo por telefone., se puder me ajudar ficaria muito grata. (* precisaria 4 ingressos e o periodo é de 19 de abril a 23 de abril)aguardo…abraço

  3. André estamos , eu e marido, indo de cruzeiro p Europa . Vamos descer em Savona, nosso voo de volta sai de Milão. Pretendemos ficar 10 dias antes de voltar , que nos aconselha ? Alugar carro em Savona e fazer as cidades da região até Milão? Que roteiro nessa região nos aconselha? Sim somos aposentados e 10 dias vc acha que dá para aproveitar? Obrigada.

  4. Alguém sugere algum restaurante bom e típico italiano para a ceia do natal (24/12) deste ano? Gostaria de reservar uma mesa.
    Obrigada!

  5. Vou ficar 10 dias na Itália, Vou fixar base em Veneza.

    Quero ir a Milão – Duomo, Galeria Vittorio Emanuelle e Stadio San Siro (Giuseppe Meazza);
    Pisa – Torre
    Roma – Coliseu, praça São Pedro (Vaticano)
    Qual o melhor roteiro e outras cidades que poderia conhecer?

    Abc.

    Tadeu

  6. André
    Terei 5 dias na Itália com minha esposa em Novembro (20 a 25)
    Pensei inicialmente ficar baseado em Milão e conhecer os detalhes da cidade no sábado e domingo, na segunda pegar um trem cedo para Veneza e voltar no último trem.
    E na terça ir a Florença tb em um bate e volta de trem.
    Vc acha interessante este roteiro?
    Me sugeriram ir para o Lago di Garda, mas estou na dúvida, pois não pretendo alugar carro. E ficar em Garda, pelo que pesquisei e o tempo exigiria alugar carro.
    O que sugere??

  7. Boa noite André, eu vou em Outubro a Milão e gostaria de saber se possivel se aceitam pagamentos por multibanco em restaurantes, bares, hoteis, etc…? E se conseguimos levantar dinheiro em postos de multibanco.

    Obrigado

  8. Olá André, tudo bem?

    Ficarei uns 2 dias em Milão em Dezembro num hotel próximo à Estação Central. Como ir de lá ao Duomo e à Galeria Vittorio Emanuele??
    Desde já, agradeço.
    Christine

  9. Ola
    Vou a Milão no final do mes de maio e estava a pensar visitar a Expo, mas tenho uma duvida.
    No site oficial indicam que o custo do bilhete é de 39€, mas encontrei num site de venda de bilhetes para vários museus e cidades – http://www.weekendinitaly.com/museo_dett/235-pacotes-combinados/9155-bilhete-expo-milao-2015-terracos-da-catedral-de-milao.html – um combinado de entrada Expo + Catedral de Milão por apenas 10.36 (?) Tem conhecimento se é fidedigno? Mencionam no site que o espetáculo do Cirque du Solei não esta incluído no bilhete, será por isso a diferença no preço? Obrigada

  10. Oi André,tudo bem ?Adorei sua dicas.Vou para Milão em agosto e vou chegar num voo noturno.Pretendo ir de metro até a Estação Central de Milão pois meu hotel fica à 700 metros e de lá ir à pé ( acho dificil um taxi fazer um trajeto tão curto..).Você acha seguro ?Abraços!

    • Sandra, como vai? É natural sua preocupação, sendo brasileira. Mas despreocupe-se, você vai para a Europa, entende? Lá não é nada comum acontecer assaltos, quando acontecem são os famosos “punguistas” (batedor de carteira – indivíduo que rouba em meio de multidões, sem que ninguém perceba).

      Não posso lhe dizer: Não vai acontecer, mas posso dizer, é muito pouco comum que isso aconteça. Vá com vontade de aproveitar, deixe seus medos no paraíso da Dilma.

  11. Olá, André! Parabéns pelas excelentes postagens… estou coletando informações valiosíssimas. Pretendo ficar de 10 a 15 dias na Itália em meados de outubro. A princípio penso em visitar Roma (uns 4 dias), Veneza (uns 3 dias), Florenza (?) e Milão (uns 2 dias). Você sugere outras cidades ou outros períodos?

    • Olá All, tudo bem?
      Eu incluiria uma passagem por Pisa, está próximo a Florença, você pode fazer um “bate e volta”.
      Um bom roteiro seria feito com base em sua cidade de chegada e partida, mas vamos considerar minha experiência como exemplo:
      – Milão
      – Gênova
      – Florença
      – Pisa
      – Roma
      – Vaticano
      – San Marino
      – Veneza
      – Verona
      – Milão

      Não precisa dormir em todas as cidades, é somente um caminho no mapa. Escolha algumas cidades para passear, se estiver de carro é bem possível fazer uma parada, almoçar, dar uma volta e seguir viagem.

      Até já.

  12. Ola André, Pode me da umas dicas, estou indo em janeiro para Milano 3 dias Modena 2 Dias pisa 1 dia e florença 1 dia ja tenho hotel tudo pago o que gostaria de saber é o que ver nesta viagem relampago pela toscana e milano

  13. Ola, André…primeiro parabéns pelo site, anotei várias dicas!
    Vou passar 3 dias em Milão com meu marido, tem algum hotel para indicar, de preferência próximo a alguma estação de trem ou metro??
    Você conhece a Outlet Vicoulungo the style ???
    A Outlet que vc indicou é mais fácil alugar um carro ou ir com outro tipo transporte??

    • Olá Flavia, tudo bem?
      Obrigado pela mensagem.

      Recomendo o Holiday Inn, ficamos lá e gostamos da relação preço x qualidade.
      É do lado da parada do TRAM, que é o trem que divide a estrada com os carros, leva você rapidinho para a Piazza del Duomo e outros pontos turísticos.

      É possível chegar do aeroporto até o Holiday Inn em trem, basta parar na Stazione Porta Garibaldi e caminhar duas ou três quadras, é realmente muito perto e isso lhe fará economizar muito em transporte.

      Segue o link para a reserva usando o Booking, que é em nossa opinião a melhor opção pois oferece preços inclusive mais baixos que o site oficial.

      http://www.booking.com/hotel/it/milan-garibaldi-station.pt-br.html?aid=369980

      Fomos ao Outlet de carro, mas você pode tomar um transporte executivo para isso, basta entrar no site, lá tem informação.

      Grande abraço.

    • Olá Soraia.

      Obrigado pelo seu comentário.

      Outubro começa a ficar bem frio no Norte da Itália. Prepare-se com casacos, ou melhor ainda: leve somente um, e vá às compras em Milão.

      Um abraço.
      Alyson Regis Darugna

  14. Ola André,achei suas dicas bem interessante, vai de encontro com o que quero ver em Milão, visitarei varias cidades na Italia, mas em Milão ficarei, (+-) das 14:00h até a manhã do dia seguinte, provavelmente terei tempo disponivel da 16:00h até a noite este tempo é sufuciente para visitar,•Duomo di Milano, •Museo del Duomo, •Museo del Novecento, •Palazzo Reale,•Galleria Vittorio Emanuele II, •Castello Sforzesco / Parco Sempione, •I Navigli todas estas dicas
    obrigado

  15. Olá André,
    Boa noite.
    meu marido e eu vamos voar até Milão na 2a. semana de junho. pensamos em passar uns dois dias lá, alugar um carro e descer até Nice. gostaríamos de visitar lugares diferentes na ida e na volta. nosso voo de volta também sairá de Milão. alguma sugestão de itinerário?
    muito obrigada,
    cíntia burin

  16. Olá, Xará!
    Estou indo a Milão em breve para uma temporada, e minha dúvida não é sobre os lugares a visitar, e sim sobre a linguagem, não falo italiano, mas tenho um bom inglês, consigo me virar facilmente por lá? adicionei seus pontos do post em minha viagem! irei a todos os lugares! um abraço e obrigado.

  17. Obrigado pelas dicas André!!
    Porém ir a Espanha e não conhecer Barcelona seria um pecado.
    O mesmo ocorre com Roma, ir a Itália e não ir lá seria um desastre.
    Vou verificar com meu irmão o que ele deseja fazer e posto em alguns dias só para ouvir uma sugestão sua.
    Vou verificar quanto tempo demora uma viagem de trem, uma viagem de avião ou se alugar um carro é a melhor alternativa.
    Verificarei o que compensa mais o custo/beneficio.

    Diante mão, obrigado pelas dicas.
    Abraço.

    • Olá Neilton, como vai?
      Eu realmente acho um pecado viajar para a Europa e passar por tudo, sem conhecer nada.
      Neste artigo falo bastante e argumento sobre o assunto:
      http://www.roteirosemais.com/dicas-de-viagem/como-aproveitar-melhor-minha-viagem/

      Estou convencido de que vale mais a pena conhecer menos cidades, mas de forma mais profunda. O resto será adicionar número em sua viagem, mas conhecer que é bom será difícil.

      Quando viajamos por poucos dias o segredo é foco, não adianta querer conhecer tantos lugares em 4 dias, não será possível, eu pegaria 3 dias somente para Madri. O mesmo ocorre com a Itália, de Milão a Roma são 600 km, a melhor forma de chegar é de trem, que quando não atrasa leva de 3 a 4 horas de viagem.

      O Sr. tem 5 dias, se deseja muito conhecer Roma, tire uma cidade da lista. Eu em seu lugar visitaria Veneza e Roma. Milão é bem bacana, mas Roma é especial.

      Abraço.

  18. Olá André Darugna!
    Parabéns pelo blog. Será muito útil em uma viagem que estou pretendendo realizar a Espanha/Italia.
    Estou indo dia 30/03 para Italia e ficarei até dia 03/04.
    Quais cidades me aconselharia a conhecer nesses 5 dias?
    Somente Milão e Roma? Ou ainda daria para conhecer Veneza? ou alguma outra cidade importante?

    Conhece a Espanha também? Irei passar 5 dias na Espanha…
    Quais cidades me aconselharia a conhecer nesses 5 dias também na Espanha?
    Barcelona e Madri? ou alguma outra cidade importante?

    Grato,
    Neilton Ribeiro

    • Olá Neilton, tudo bem?
      Acho que com estes 5 dias em cada país será bem corrido, melhor não fugir muito nem viajar pra muito longe.

      Por exemplo, de Milão a Roma são 580km, isso é um dia de viagem, seja de trem ou de carro.
      Já de Milão à Veneza são somente 270km, vale muito mais a pena.

      Eu no seu lugar conheceria Milão, Verona e Veneza.
      Acredito que você chega por Milão, faria:

      – Milão: primeiro e segundo dia;
      – Verona: terceiro dia;
      – Veneza: quarto e quinto dia;

      É suficiente? Não, mas dá? Sim.
      Saiba que será bem corrido.

      O mesmo ocorre na Espanha, Barcelona está a 620km de Madri.
      Eu focaria na cidade que você irá chegar, acredito que seja Madri, três dias em Madri é bem melhor do que ficar viajando pra tudo quanto é lugar e não ver nada no final.
      Depois de Madri daria uma escapadinha por Segovia ou Aranjuez, estas duas cidades dá pra dar uma passeada de um dia.

      Abraço.

  19. Olá André tudo bem ?
    Eu chegarei a Bergamo dia 13 de Fevereiro e irei ficar por Milão até dia 17 de Fevereiro.
    Fico hospedada no centro de Milão , para poder ir a Veneza( 1 dia ) qual é o transporte mais cómodo ?

    Obrigada e parabéns pelo blog .

    Joana Barros, Porto Portugal

  20. Parabéns pelo seu blog André, inteligente e essencial.
    Eu e minhas esposa (casal maduro) faremos tour na Itália de 23/03 a 05/04, na rota Milão-Veneza-Florença-Roma. Minha duvida e sobre se devo levar um casaco pesado ou não! Como estará a temperatura?
    Como dica,

    Grato,
    Hildebrando

    • Olá Hildebrando, tudo bem?
      Acredito que valha a pena se preparar pois em março ainda temos possibilidade inclusive de neve em algumas partes da Itália.
      Milão por exemplo é uma cidade um pouco fria, não acredito que vejas neve nessa época, mas o casaco será usado.
      Veneza é bem úmida, um bom casaco será ótimo.
      Florença não costuma ser tão gelada nessa época mas é bom se precaver.
      Em Roma, a temperatura é bem mais amena, mas nunca está demais se cuidar.

      Boa viagem e aproveite suas férias.

  21. Olá André,tudo bem?
    Quando diz dois dias em Milão, foram 2 noites ou uma noite?
    Tava pensar passar por Milão e também Veneza em 3 noites e queria saber ao certo como distribuir o tempo em cada cidade (1 dia e meio para cada uma??).Como visitou muita coisa até em 2 dias será suficiente um dia e meio??Ou será melhor passar para 4 noites??
    Obrigada.

    • Olá Isabel, tudo bem?
      Falo de duas noites mesmo, você pode aproveitar dois dias inteiros e partir para outro destino de noite, se for pegar um trem pode dormir inclusive, opte por um trem com cama.

      Acredito que quatro noites seria ideal em sua viagem.
      Milão pode ser resumida na região da Catedral, é um pecado falar assim de uma cidade como Milão, mas sejamos francos, é melhor conhecer os principais pontos turísticos com um pouco mais de tempo do que somente dar uma passada na frente de tudo e ir embora.

      Veneza da mesma forma, temos a praça da Basilica di San Marco com suas atrações ao redor, mas se quiseres estender podes ir inclusive para algumas ilhas mais longe, como Murano, Burano, etc.

      Neste artigo falo sobre os pontos turísticos de Veneza:
      http://www.roteirosemais.com/europa/saiba-o-que-conhecer-em-veneza-uma-das-cidades-mais-belas-da-italia/

      Boa viagem, até já.

  22. ola andre,

    estou indo dia 21 de novembro passar 2 dias em Milão e pretendo seguir todas as tuas dicas, inclusive ficarei no holiday inn também, vi nas fotos que c pegou chuva, e as previsões é que a gente chega debaixo de chuva também, queria saber o que você usou de roupa, podes me ajudar ? 🙂

    obrigada!

    • Olá Beatriz, tudo bem?
      As chuvas que pegamos eram mais para garoa que para chuva mesmo, a gente se virou somente com um guarda-chuva, roupa normal e um casaco impermeável, o mesmo que usávamos para neve.

      Grande abraço, e boa viagem. Pode seguir que foi exatamente o que fiz e não me arrependo, curti muito. Voltei à Milão em outra oportunidade e conheci outras coisas, mas essas são as mais importantes.

  23. Olá,

    Vou para Milão na segunda semana de Dezembro, fico 6 dias. Tava muito frio lá quando você foi?
    Para conhecer a cidade é melhor de metro/ trem ou ônibus panorâmico, bilhete de 48h?

    Obrigada,
    Liliana

  24. Estou eu e minha esposa em Milão e achei super valido suas dicas, tenho certeza que vamos aproveitar ainda mais o passeio com as dic que recebi de voce.

    Agradeço e boa sorte em sua próxima viajem.

  25. Boas tarde André,
    Eu estou a pensar dar uma volta em Milão com a minha linda namorada para festejar o meu aniversario, no entanto não italiano.
    Eles são acessíveis para falar em inglês? ( ouvi dizer que não). Hotel e restaurante o que aconselhas? Um valor aproximado razoável para passar 4 dias por lá.

    • Olá Alvaro, tudo bem?
      Eu fui ao Serravalle Designer Outlet, muito bom por sinal. Consegui excelentes preços, vale a pena sim.
      Aqui está o mapa (google maps): http://bit.ly/serravalle

      Fique atento por ele não está em “Milão”, está numa cidade chamada Serravalle Scrivia, a 100km de Milão.
      No mapa você consegue traçar o itinerário, há ônibus para levar você até lá e também pode sempre ir com um carro alugado, compensa pela bagagem.
      Abraço e boas compras.

  26. Oi André, estou indo para a Toscana e ficarei uns dois dias em Milão com meu marido e minha filha. Vou adotar essas dicas, mas te pergunto se há algo especial para fazer com minha filha de 10 anos. Obrigada

    • Olá Fernanda, tudo bem?
      Bom, não fui aos parques que vou lhe indicar, são resultados de uma busca sobre o assunto:

      Acquapark di Pantigliate – Via Gramsci 33, Pantigliate (MI): fica a 19km do centro de Milão, com várias piscinas, toboagua, enfim, diversão para crianças. Funciona até o final de agosto das 9h30 as 19h. Entradas entre 11 e 16 euros. Telefone para informações: +39 0290 6050291.

      Adamello Adventure – É um parque temático de eco-aventura, pontes sobre árvores, etc. tudo para crianças mesmo. €10 para crianças e €15 para adultos. Aberto até 4 de setembro. Informações em http://www.adamelloadventure.it/

      Também tem no Castello Sforzesco uma atividade para fazer em família, o Castello Sforzesco está no post, é realmente um lugar interessante. Conte para ela que visitarão um castelo, acho que a atividade pode interessar.

      Espero ter ajudado, um abraço e boa viagem.

  27. Nossa, André, muiiito obrigada por todas as informações. Ajudou demais a me programar e conseguir aproveitar minhas poucas horas. Valeu mesmo!

  28. Olá André,
    Vou para Itália em Setembro e como meu vôo de volta parte de Milão, terei 5 horas na cidade (de meio dia às 5 da tarde, mais ou menos). Como nunca estive lá, queria aproveitar este tempinho e conhecer o Duomo, o parque Sempione e dar uma volta por Navigli. Por isso estou precisando muito de ajuda.
    1- Compensa passear em Navigli durante o dia?
    2- Vou chegar pela Estação Central e depois devo ir até ela buscar minha bagagem e seguir para o aeroporto de Malpensa. Qual a melhor ordem para conhecer estes 3 locais, de forma que eu possa otimizar meu tempo? Qual meio de transporte devo usar nos deslocamentos, dá pra ir a pé?
    3- Qual o meio de transporte mais rápido da Estação central à Malpensa? Saberia me dizer mais ou menos quanto tempo vou gastar?
    Desculpe a quantidade de perguntas, mas sou marinheira de primeira viagem, aí já viu, né?!

    • Olá Fernanda, como seu tempo é curto minha recomendação é passar somente na praça da catedral (Duomo). Lá você poderá apreciar a catedral que é belíssima, passar pela Galleria Vittorio Emanuele II e se tiver ainda tempo poderá caminhar até o Castello Sforzesco. Nas redondezas da praça tem muitos lugares bacanas, se você der uma volta nas quadras verá muitos monumentos, tem até um calçadão. Vale a pena visitar, é um ponto turístico fundamental de Milão.

      I Navigli fica mais longe, não acho que valha a pena ir até lá pois perderá bastante tempo. Esta região é boa para almoçar e jantar, mas acredito que seu tempo ficará curto.

      Use o metrô sempre, é fácil e você vai economizar bastante tempo.

      Partindo da Stazione Centrale até Malpensa são aproximadamente 40 minutos de trem, que sai a cada hora. Fique atenta para não perder o horário e ter que esperar mais uma hora. Em ônibus você estará sujeita ao tráfego, aconselho ir de trem mesmo.

      Um abraço e boa viagem.

DEIXE UMA RESPOSTA