Viajar é muito gostoso, mas, há um momento em particular que ninguém desfruta. Você já imaginou qual é? Certo! O momento de pagar a conta.

Estou convencido de que qualquer pessoa pode viajar, seja lá qual for o destino desejado. Tudo é uma questão de planejamento, pés no chão e uma pitada de ‘arte’.

Digo assim pois é praticamente uma arte conseguir viajar bem e barato, este é porém o desejo de todo mundo. Alguns são mais exigentes com a hospedagem, outros com a comida, enfim, seguindo as dicas a seguir você poderá aproveitar muito melhor sua viagem pela ‘bella Italia’ sem sofrer com a conta!

1. Economizando com carro alugado

Existem várias formas de economizar durante a viagem quando se fala de aluguel de carro, a primeira e mais básica é vê-lo meramente como um meio de transporte, não importando a marca e modelo. Lá fora você não precisa de ‘status’.

Antes de viajar à Itália onde pegaria o carro alugado estive muito preocupado em relação a isto, acontece que meu carro é um modelo sedan bastante confortável com câmbio automático.

Partir de um modelo como o que eu tenho seria bastante caro, num certo momento, pensando em enfrentar neve e estradas desconhecidas cogitei a possibilidade de um modelo mais caro, mas, fiquei muito contente após a viagem por ter feito uma melhor escolha.

Eu montando corrente de neve no Fiat 500 na Itália
Eu (André Darugna) montando a corrente de neve no Fiat 500 na Itália.

Meu caso particular era de um casal viajando com 3 malas, decidi por um Fiat 500, que é na Itália um carro de moda, pois existem opções do mesmo tamanho mas com um preço ainda inferior.

O 500 tem um motor bastante potente para fazer uma viagem confortável no que se refere a ultrapassagens e conforto interno. Também é muito econômico rendendo com facilidade 20km/L.

Outra dica que posso dar sobre aluguel de carro é que na Itália o preço do combustível é totalmente livre, vimos postos com a gasolina a €1.89, outros a €1.63. É sempre mais barato quando você serve seu próprio combustível, não tenha medo pois é extremamente fácil!

Mais uma dica, muito preciosa, é que você considere a compra de uma corrente de neve, ao invés de alugá-la. No meu caso valeu bastante a pena a compra (€40), se eu tivesse aceitado o valor pedido pela Hertz teria pago mais caro.

Outra dica valiosa é pegar o carro depois de sair da primeira cidade e entregá-lo ao chegar na última. Você pode economizar assim duas ou até mais diárias. Afinal seu carro ficará parado no estacionamento do hotel (falarei abaixo sobre o assunto).

Veja também:

2. Chip italiano para celular

Sei de muita gente que viaja para o exterior e não se preocupa com as altas tarifas cobradas pelo Roaming Internacional. Não caia nessa roubada!

Ao chegar na Itália, já no primeiro ou segundo dia vá até a TIM e peça um chip para seu celular (‘una SIM prepagata’).

O custo do chip é €5, e precisa ser feita uma compra de €5 em créditos. Você pagará no total €10 e terá 1 mês de internet grátis. A franquia é de 500MB/semana, suficiente para estar em contato com todos via e-mail, Skype, MSN, Instagram, Facebook, etc.

Se você é bem exigente tenho outra dica bastante válida, compre um ‘Modem 3G Wi-Fi’, este aparelhinho funciona como um router, ele cria uma rede sem fios com acesso a internet, bem simples de usar. O custo desse aparelho já com 5GB de internet é €100, sem contrato, você leva o aparelho consigo e depois pode usar no Brasil. É muito útil.

Você, caso compre o Modem, não precisará de chip em seu celular, poderá conectá-lo via Wi-Fi à internet. O aparelho suporta até 10 dispositivos ao mesmo tempo e alcança normalmente mais de 10MB de velocidade (muito superior ao 3G brasileiro).

3. Hotel na cidade vizinha

Essa é uma das melhores dicas, a Itália é um país com muita oferta de turismo e algumas pessoas não sabem a facilidade com que é possível chegar aos destinos.

O transporte em trem, ônibus ou TRAM (trem elétrico urbano) é muito funcional, econômico e pontual.

Para dar dois bons exemplos, quando fui a Florença me hospedei em realidade em Prato, cidade vizinha. O hotel era IBIS, três estrelas conhecido e garantido.

Já quando fui a Veneza a dúvida era, ficar na ilha ou ficar fora dela. Um dos hotéis com menos ‘cara de tristeza’ na ilha custava €200/noite, já fora da ilha (em Mestre) consegui um belíssimo hotel de três estrelas (Apogia Sirio, que dizia ser quatro) por somente €40/noite.

Ponto de ônibus na Itália
Hospede-se numa cidade vizinha e vá para o centro de ônibus, trem ou Metrô.
Dificuldade de mover-se? Nada! O transporte hotel – ilha saiu ‘grátis’, o ônibus parava a 100 metros do lobby e o percurso era de 15 minutos.

Por que grátis? Contarei mais abaixo quando falarei sobre o Vaporetto.

4. Compre roupas de grife nos Outlets

A Itália é famosa pelo design e pela moda, sobretudo Milão, conhecida como a capital mundial da moda. É certo que passear pelas lojas de grife da Galleria Vittorio Emanuele e em tantos outros locais é um luxo, mas será necessário comprar ali?

Serravalle, um dos outlets mais recomendados da Itália.
Serravalle, um dos outlets mais recomendados da Itália.
Saiba que próximo de Milão, e em tantas outras cidades, você encontra as lojas Outlet das grifes. Os preços são pelo menos 30% mais baratos, chegando a conseguir peças com até 70% de desconto.

O Outlet que eu estive se chama Serravalle Designer Outlet, um belíssimo shopping próximo de Milão, tomando a auto-estrada A7 caminho a Gênova. Dedique ao menos um dia para esse passeio, lembre-se do tempo de viagem e também do tempo para compras, por mais que seja barato é interessante escolher com calma.

Existem tantos outros Outlets na Itália que esse assunto dá um belo post, prometo publicá-lo em breve.

5. Use e abuse do transporte público

Quero ressaltar muito a importância de utilizar o transporte público dentro das grandes cidades, mesmo se você contar com um carro alugado é muito mais econômico andar de trem, ônibus ou TRAM (trem elétrico urbano).

Não pense num serviço parecido ao do Brasil, onde as pessoas viajam feito sardinha. O transporte público da Itália é pontual, limpo, geralmente novo e perfeito para você que está de viagem.

O trem urbano de Milão (TRAM) opera até altas horas da noite.
O trem urbano de Milão (TRAM) opera até altas horas da noite.

Esqueça pagar estacionamento, não vale a pena. Um dia de carro estacionado no centro pode custar até €20, sem falar do trânsito que você vai enfrentar ao sair do centro. Lembre-se também que a maioria das cidades tem acesso restrito ao trânsito automotor, ou seja, cedo ou tarde terá que subir num transporte público.

Além disso, não pense que você vai ‘conhecer’ a Itália se estiver preso ao carro, não pense que poderá pegar o carro aqui, para ir ali. Isso se faz caminhando! Só caminhando é que você ficará encantando com a beleza de cada esquina e cada cantinho peculiar deste país que é único.

Veja também: Metromover, o sistema de transporte público grátis de Miami

6. Compra de souvenirs

Essa eu jamais esperava mas é incrível a diferença de preços. Minha recomendação é “comprar as lembrancinhas dentro do ponto turístico”. Deixe-me explicar, um cartão postal do lado de fora do Vaticano custa €1, dentro da Basílica ou do Museu custa €0.50 (metade do preço).

As pessoas geralmente pensam que economizarão do lado de fora e por isso os ambulantes se aproveitam. Lembre-se que é mais bacana levar um produto original vendido no ponto turístico do que levar uma cópia vendida na rua, além de ser mais caro.

Souvenirs italianos.
Souvenirs italianos.

Isso vale para praticamente tudo, imãs, cartões postais, pulseiras, correntes, terços, rosários, etc.

No Museu do Vaticano comprei um pacote com 16 cartões por €5, são somente 31 centavos por unidade, os ambulantes vendem cartões ‘genéricos’ por €1. Fique esperto!

7. Café sentado ou de pé?

Eu pensava que era lenda, sentei em um, dois, três cafés. Nunca a conta veio diferente… mas voilà, na quarta vez não era que existia mesmo?

Atrás do balcão os preços, café expresso €1, sentamos, quando abrimos o cardápio o mesmo café custava €3, os doces eram todos mais caros. Esse é o preço de tomar um café sentado na Itália.
Cornetto no Caffè Alinari, sentado foi mais caro!
Cornetto no Caffè Alinari, sentado foi mais caro!

Lembre-se de observar esse detalhe, pagar 3×1 só para dar uma sentadinha não é nada divertido, aproveite e sinta a experiência dos habitantes locais. Tome o café no balcão trocando umas palavras com a pessoa que lhe está servindo, geralmente são ‘gente fina’, por mais que pareça ‘que está brigando contigo’ esse é o jeitão do italiano.

8. Passeio de Gôndola

Não há como ir à Veneza e não fazer o tradicional passeio em gôndola, mas vou lhes contar algo. Enquanto a Europa inteira reclama da ‘crise’ estes gondoleiros não viram ela nem passar por perto.

Um passeio pode variar de €80 a €120, dependendo do percurso, são três tipos com três preços salgadinhos. Existe porém a cultura de ‘brigar por desconto’.

Seja esperto e não pense que conseguirá um desconto num domingo de carnaval, onde Veneza transborda de turistas de todas as nacionalidades e bolsos.

Minha experiência pode comprovar que isso é certo, estive ali no carnaval, dia domingo, me aproximei dos gondoleiros que estavam ‘se achando o gás da coca-cola’ e perguntei o preço: 80 / 100 / 120.

Pedi um desconto e o amigo me respondeu que era para ir buscar uma pista para patinar no gelo, pois era mais barato. Pode?!

Ok, tudo bem, convenci minha esposa de que o preço era maior que nosso bolso. No dia seguinte, fomos para nosso terceiro e último dia em Veneza, segunda-feira.

Ir a Veneza e não passear de gôndola é como ir a Paris e não ver a Torre Eiffel.
Ir a Veneza e não passear de gôndola é como ir a Paris e não ver a Torre Eiffel.

Dia tranquilo, menor quantidade de turistas, eis que não precisei nem me aproximar deles, um gondoleiro me abordou e ofereceu o serviço, consultei o preço: exatamente o mesmo.

“No, grazie” – despistei e comecei a andar.

Falando em espanhol, não sei de onde sacou que falo espanhol fluente (já morei muitos anos na Argentina e Paraguai) ele me fez a proposta ‘20% de descuento ahora’. Ficou por €65, aceitei e não me arrependo pois minha experiência em Veneza teria sido mais pobre sem esse passeio.

Veja também: O que NÃO fazer na Itália

9. Pacote Vaporetto e Ônibus

Mais uma dica para Veneza, mas é importante, praticamente todos os turistas que vão à Itália passam por essa que para mim é uma das mais belas cidades do país.

Não compre bilhetes avulsos para o Vaporetto, cada unidade custa €7, se você quiser realmente conhecer tudo o que Veneza tem para oferecer deverá usar bastante esse meio de transporte.

Existem pacotes que lhe dão o direito de usar quantas vezes você quiser o transporte da ilha (chamado de Vaporetto, um ônibus aquático) estes pacotes são vendidos por frações de 12 horas: 12, 24, 36, 48, etc.

Vaporetto é o principal meio de transporte em Veneza.
Vaporetto é o principal meio de transporte em Veneza.

Como extra você ainda tem acesso aos ônibus de fora da ilha, totalmente grátis, tudo está incluso. Se você seguir minha dica dos hotéis mais em conta precisará também do transporte em terra.

Veneza possui mais de 100 ilhas e você passará pelo menos por 4 para ‘conhecer’ a essência da cidade, poderá fazer tudo a pé, mas precisará de muito mais tempo para isso, a cidade é enorme.

10. Leve “T” (benjamim) do Brasil

Essa foi a grande surpresa da viagem, chegando à Itália nenhum dos meus carregadores eram compatíveis com as tomadas italianas.

Se você comprou todos os seus eletrônicos no Brasil tudo bem, mas eu gosto é de economizar e todos os meus eletrônicos possuem ‘pino chato’ estilo americano. Não é redondinho como o brasileiro.

Um 'T' antigo resolverá seu problema de tomada na Itália.
Um ‘T’ antigo resolverá seu problema de tomada na Itália.

Lembra das tomadas antigas do Brasil que tinham opção reto e redondo? Quem comprou algum eletrônico fora do Brasil tem possivelmente esse tipo de conector, formato reto.

Girei muito até conseguir por €8 um adaptador, custou tão caro que tive que revezar com minha esposa pois me pareceu um absurdo.

Se você possui um equipamento com esse tipo de conector leve junto consigo um T, o formato redondinho dos conectores brasileiros entram nas tomadas italianas sem problema algum. Então o T de R$1,00 no Brasil lhe fará economizar um bom dinheiro.

Quer passar férias inesquecíveis na Itália, conhecer Milão, Florença, Roma, Vaticano, e tantos outros destinos incríveis daquele país? Viaje bem e barato com uma empresa aérea nacional de grande qualidade! OFERTA: Passagem barata para a Itália (aqui).

Considerações Finais / Opinião

Bom amigos, estas foram somente algumas das tantas dicas que posso dar para vocês que estão pensando em viajar para a Itália.

Muitas destas dicas servem também para outros países, vocês podem adaptá-las para onde vocês estiverem indo. Todas elas estão baseadas em minha experiência, porém, a sua poderá ser ainda melhor se partir deste princípio.

Se você conhece outras formas de economizar em viagem, por favor, compartilhe conosco nos comentários!

Um abraço e boa viagem.

Booking.com
Booking.com
Booking.com
Booking.com

149 Comentários

  1. Olá, eu pretendo ir para a Europa no final deste ano, e com isso estou pesquisando muito os valores para fazer uma viagem tranquila. Pois bem, eu pretendo passar 3 meses (90 dias para ser exato) A minha intenção é seguir uma das três opções de roteiros abaixo.
    Sendo assim, tenho em mente os possíveis roteiros:
    1- (entrada pela Noruega)e seguir por – Suécia- Alemanha- Republica Tcheca- Eslováquia- Hungria- Romênia- Bulgária- Grécia- macedônia- Albânia – Bósnia- Croácia – Eslovênia e Itália.(Neste primeiro roteiro que será com duração de 89/90 dias, em cada país ficar entre 3 a 5 dias, e ao fim 1 mês na Itália) saída pela Noruega.
    2- (Entrada pela Noruega) e seguir por – Suécia – Alemanha – república Tcheca- Eslováquia – Hungria – Áustria – Eslovênia – Itália (saída pela Noruega).
    3- Noruega- Itália, nesse caso seriam 5 dias na Noruega e os demais 85 dias na Itália
    Bom, a minha intenção é ficar um mês em Roma e os demais dias viajando por outros países até completar o tempo permitido de 90 dias. (com máxima economia)
    Minha dúvida é a seguinte:
    (com relação a Itália pretendo alugar um apartamento sem luxo, o mais em conta possível)
    Detalhe: Em qualquer caso descarto todos os demais países do roteiro, simplificando apenas para (Noruega- Itália, nesse caso seriam 5 dias na Noruega e os demais 85 dias na Itália)
    Para passar esse tempo todo irei levar a quantia de 5000 euros para todas as despesas. (Passagens ida e volta a parte)
    Você acha que é o suficiente 5000 euros para todas as despesas durante os 90 dias ou eu posso ter problemas com o serviço de imigração? E se esse valor não for suficiente para cobrir as possibilidades de roteiros que citei, então no terceiro caso que simplifiquei para apenas dois destinos (Noruega- Itália) seria ?
    Desde já agradeço qualquer informação!
    Obrigado!

  2. Olá, adoreeeei o site! Eu e meu marido estamos indo para Italia entre final de março e começo de abril. Ele vai para um curso, que durara 2 semanas durante o dia todo. Eu encontrarei ele lá no final da primeira semana e teremos um dia e meio (final de sabado e domingo inteiro) entre as duas semanas de curso. O curso dele acaba em uma sexta a noite e teremos até terça, quando pegaremos o voo de volta. O curso é em Trieste, onde passaremos maior parte do tempo, tu tem alguma dica para nos dar de cidades para se conhecer em tão pouco tempo após o curso? Pensamos em ir a Veneza nesse domingo que teremos entre o curso, é uma boa? Conseguirei negociar o passeio de gondola num domingo? E tem alguma dica de cidades para que eu possa conhecer durante o dia e voltar para Trieste a noite? Sabe se é tranquilo andar a noite de trem por lá? Sucesso no site e continuarei acompanhando. Tudo muito claro e explicadinho! Foi de grande ajuda! Sucesso e luz!!

  3. Desculpe André mais outra dica que preciso saber, quando você diz em média diária 70 euro, inclui hospedagens também? Porque que já vou pagar as diárias já por aqui no Brasil, as passagens de trens e alguns monumentos também, fora esses já pagos daqui do Brasil a média de euro dia é a mesma coisa? Ou independente disso tudo já pago eles ainda exigem esses 70 euro?

  4. Olá André, muito bom seu artigo, dicas excelentes, estou planejando ir em setembro/2017 para a Itália, começando por Milão, aproveitar e conhecer o Lago de Como, Verona, Veneza (Conhecer Murano e Bruano) Florença (Conhecer Pisa e Lucca) Roma e se sobrar um dinheirinho esticar pra Bari (Conhecer Polignamo Al Mare ou Alberobello) estou juntando tudo que posso, até miaeiro vai entrar nessa viagem que pretendo ficar 20 dias, e concordo com você não importa você ter muito, mas o pouco que conseguir para realizar o sonho de viajar vale muito à pena, espero que esses quase 10 meses dê pra juntar uma grana muito boa pra conhecer tudo que a Itália tem de belo, abraços

  5. Olá André,

    Estou planejando de ir em Outubro para Italia, e a ideia é começar por Milão, ir até Veneza, seguir para a região da Toscana e descer para Roma, com um bate volta em Pompéia. Para tudo isso, terei uns 11 dias completos. Vc acha que dá tempo de fazer tudo isso?
    Outra dúvida…..eu tinha pensado em alugar carro apenas para a região da Toscana. vc acha que vale a pena, ou existem outras opções interessantes também, para que eu possa conhecer a região?
    E por fim, para ir de Roma para Pompéia, consigo ir por conta própria ou é melhor pegar algum grupo ou guia que façam esse passeio?

    Obrigado

  6. Oi André parabéns por suas dicas. Acho sim muito importante em como economizar, afinal quem ganha o dinheiro honestamente sabe o quanto é difícil para ganhar. Como sou brasileira economizar e pesquisar para comprar faz parte de minha rotina é quase igual escovar os dentes. Também vou para Itália com o dinheiro de muita economias.

  7. Me desculpe mas se for para viajar pensando em economizar ficar contando dinheiro se abster das boas coisas de uma viagem não sai a de casa não tem coisa mais chata que ficar mendigando um euro por nada. Planeje sua vigem guarde dinheiro para depois não passar vergonha e ter que tirar daqui e dali nem faça conversão senão a viagem acaba na chegada. Não estou falando para gastar tudo esbanjar só nao seja mão de vaca nem de uma de mochileiro pelo amor de Deus.

  8. OLA, BOA TARDE.
    CHEGO NA ITÁLIA DIA 08/11, ESSA É MINHA PRIMEIRA VIAGEM INTERNACIONAL E NÃO FALO ITALIANO.
    SERA QUE CONSIGO ME VIRAR ?
    ESTOU NA DUVIDA SE COMPRO PACOTE OU TENTO ME VIRAR NOS 30 COM SUAS DICAS.

    PODERIA ME DA SUA OPINIÃO.

    GRATA

  9. Ola, tudo bem ?
    Estamos com viagem marcada para Roma em 05/10/2016, vamos em 3.
    Estamos pensando em alugar um carro e subir até a Suíça, o que vc acha ?
    Vale a pena ir até lá, ou é mais interessante e barato, ficar só na Itália ?
    Andei lendo alguns post, sobre a Suíça e dizem que tudo lá é muito caro, é isso mesmo ?
    Obrigada. E parabéns pelos textos, são ótimos. Abs

  10. André, parabéns mais uma vez pelo seu blog, muito bom mesmo.
    Em setembro/2016 estarei na Itália, eu e mais duas pessoas de 16 a 28/09.
    Uma amiga, que já viajou pra lá e ficou 15 dias me aconselhou a comprar o RailPass, que sairia mais em conta, do que comprar os bilhetes avulsos para as 06 ou 07 cidades que pretendemos visitar. O que você me diz sobre o transporte ferroviário, o RailPass, tickets avulsos?

    Muito obrigado.

    Abraços,
    André

  11. Olá André!
    Primeiramente gostaria de parabenizá-lo pelo blog e dicas!
    Bom, viajarei para Roma com meu namorado no final de Outubro e ficaremos 7 dias (chegaremos dia 21/10 e partiremos dia 28/10). Já temos o roteiro de Roma + Veneza, porém como ele é apaixonado por Ferrari, gostaria de fazer uma surpresa indo até lá. Porém gostaria de saber se é mais fácil e melhor ir de ônibus (fretado), trem ou existe algum outro meio mais fácil e barato saindo da Termini Station. Poderia me ajudar?
    Ah, levaremos um total de 800 euros cada + cartão de crédito. É o suficiente? (Hotel já está pago!)

    Bjs e obrigada! 😉

  12. Olá André. Muito obrigado pela oportunidade e por compartilhar tantas coisas legais com todos. Parabéns pelo blog.
    Em setembro de 2016 – 16 a 28/09 estaremos na Itália (meu namorado, eu e um grande amigo).
    Já compramos as passagens: São Paulo – Milão e Milão – São Paulo.
    Já montamos um roteiro das cidades que queremos visitar, incluindo: Veneza, Florença, Roma, Bolonha e Pisa; retornando para Milão no dia 28/09 para pegar o voo, e retornar ao Brasil.
    Alguns sites, blogs dizem sobre a hospedagem, que precisamos entrar no país (Itália) com a reserva do Hotel e/ou com a carta convite de residentes italianos.
    Não gostaríamos de reservar hotel, uma vez que não ficaremos todos os dias numa única cidade, e gastaríamos um dinheiro pra não usufruir da estadia.
    Qual o seu conselho, o que você nos recomendaria?

    Muito obrigado,
    Abraços,
    André

    • É preciso já saber o que vai fazer antes de ir, você pode ser consultado sobre as reservas.
      Caso não tenha reservas de hotel, ou um amigo não tenha lhe enviado uma carta convite, dizendo que ficará em sua casa, você pode ser deportado.

      O negócio é fazer as coisas como elas são, você não vai ficar todos os dias numa cidade, mas precisa já adiantar-se e pensar quantos dias vai ficar em cada uma, e logo reservar os hotéis para as respectivas cidades.

      Você não vai gastar dinheiro para não usufruir, reserve os hotéis para cada dia e cada cidade, qual o grilo?
      Um abraço.

  13. André,

    Bom dia.

    Parabéns pelas dicas e elucidações.

    Invariavelmente, são muito proveitosas e esclarecedoras.

    Vou para Itália e Suíça, em novembro/2016. Pretendo locar um carro para percorrer estes países.

    Estou na dúvida quanto a necessidade da Permissão Intencional para Dirigir. É obrigatória? Em alguns sites vejo a informação que sim! Em outros, dizem que um tratado firmado entre estes países e o Brasil permite que utilizemos a nossa Carteira de Habilitação Nacional. Saberia me esclarecer isto?

    Ademais, como vou aos Alpes Suíços, mais precisamente para Zermatt, você acha que seria arriscado tentar dirigir nesta região, já que provavelmente estará nevando?

    De antemão, muito obrigado pela atenção!

    • Sempre dirigi com a carteira de habilitação brasileira, nunca tive problema e já fui parado pela polícia italiana.
      Sem grilo, turista é turista, CNH brasileira já serve.

      Não acho arriscado dirigir, quando precisar usar corrente de neve estará sinalizado, e colocar é bem fácil.
      Um abraço.

  14. André obrigada pelas dicas, vou repassar pra minha mãe que viaja pra Itália em maio…aproveitando: vc conhece um cartão chamado confidence câmbio? Minha mãe está com receio de levar todo o dinheiro em espécie, euros , e gostaria de levar uma parte num cartão ‘pré-pago’ que parece não ter as taxas do cartão normal, sem contar que ela quer enviar fazer compras fora e depois, no vencimento do cartão, o euro ter subido …. se vc puder informar algo sobre, agradecemos….

  15. oi Andre gostei muito de suas dicas.
    estou planejando viajar para a italia ano que vem junto com minha mae e estou na duvida entre viajar de carro ou trem pelo país.
    pensei em começar por napoles e subir até Milao.
    desde ja obrigada.

  16. Olá André, eu e meu esposo estaremos de ferias indo a Madri (3 dias), Paris (5 dias) e Roma 6 dias). Quantos euros precisamos calcular por dia pra nos manter por lá (sem incluir o custo com hospedagem) somente para transporte, alimentação, etc..

  17. Ola Andre,boa Tarde. estou vendo seus Post´s e realmente sao incriveis.
    Estarei indo com mais 2 amigas, final de fevereiro de 2017,ja estou me programando 1 ano antes, para a Italia e ficaremos 1 mes rodando por la.
    Gostaria de informacoes suas, de 30 dias, por onde nao posso deixar de ir?! P onde voce em 1 mes nao deixaria de conhecer?! me deem nomes de lugares se póssivel.
    Muito obrigadaaa..
    Abs Rebeca

  18. Boa noite André Darugna, eu e minha esposa estamos planejando ir pra Itália casa de uma amiga em Bréscia não vamos ter custo com hospedagens, oq eu gostaria de saber é: fora a passag aérea ,com quanto em reais vc acha q eu devo juntar pra depois trocar em euro para passar 20 dias lá?

  19. Ola Andre,
    Tudo bem?

    Eu e meu namorado iremos agora em Março passar 22 dias somente pela Italia. Serão vários destinos e faremos de carro, claro que nas cidades maiores nos locomoveremos de transporte publico.
    Minha duvida é se 100 euros por dia, para nós 2 está bom. Já estamos indo com os hoteis, carro e alguns passeios pagos desde já.
    Outra duvida é se a imigração é muito exigente. Digo isso pois meu namorado vai entrar com passaporte italiano e eu com o brasileiro, ou seja, estaremos em filas diferentes. Tenho receio de encanarem comigo, rs.

    Obrigada!

  20. Olá, André!
    Irei à Itália em junho de 2016. Pretendo ficar 20 dias por lá. Ficarei na casa de uma amiga que mora em Cesena, descerei no aeroporto de Bolonha. Não terei despesas com hospedagem. Em média de quanto você acha que eu deveria levar por dia (para uma pessoa de poucas extravagancias)?
    Li alguma coisa a respeito que, em média, eles exigem que tenhamos, pelo menos, R$ 70/dia. Outra coisa é, li alguma coisa nos comentários acima, que precisamos ter um cartão de crédito para comprovar condições para se manter no país durante a estadia. Minha dúvida em relação a essa última informação é, se não tiver cartão de crédito, somente dinheiro vivo, terei problema? ou se eu tiver o VTM poderia “substituir” a forma de comprovação da renda?

    • Olá Daiana, como vai?
      A média que no seu caso seria €51 por dia (EUROS, não são reais).
      Veja que essa informação tirei da página oficial da Polizia di Stato (clique aqui para ler).

      Fique ligada nisso, por mais que você tenha onde ficar, é preciso que a pessoa lhe envie uma carta formal de convite seguindo um padrão (clique para baixar).

      Se tiver somente dinheiro vivo é ainda mais importante ter essa quantidade. Com cartão muita gente fala: “Tenho 1000 euros em dinheiro + dois cartões de crédito).

      Outra possibilidade é tentar a sorte, só posso lhe dizer que normalmente mulher viajando sozinha é pelo menos interrogada, não passa batido.

      Minha experiência pessoal, quando entrei pela Itália com minha esposa (naquela época nem tinha cidadania italiana ainda) não nos perguntaram nada, mas, uma menina que estava na nossa frente sofreu, foi mega hiper interrogada, nós até ficamos com medo hehehe.

      Um abraço, sucesso na viagem.

  21. Olá André!! como vai tudo bem?
    Tenho algumas dúvidas, que estão me deixando com um pouco de receio. Esse ano pretendo realizar minha primeira viagem à europa, pelo menos 15 a 20 dias em veneza. Eu nao vou ter gastos com hospedagem, nem comida pois fui convidada. Gostaria de saber, quanto e o valor mínimo que posso estar levando em euros, se caso a imigração perguntar. e se eles vão pedir comprovante de onde vou me hospedar, como nao vou ter esse comprovante e melhor a pessoa que vai me receber enviar para mim uma carta registrada para nao aver maiores problemas? Eu nao sei se fom o funciona ai no entanto fico com medo de comprar passagem e ter esses problemas no desembarque em veneza 600 eros e uma quantia suficiente para levar em mãos?

  22. Olá. Estou indo para Italia em fevereiro com meu marido de meu filho de 7 anos. Chegaremos por Veneza e ficaremos em Mestre. Pelo que vi um bus do aeroporto para Mestre custa 8 euros por pessoa. Como estaremos em 3, me parece mais confortável um taxi por 30 euros. Sabe se custa esse preço mesmo ? Espero conseguir o desconto no passeio de gondola. De lá vamos para Roma de trem. Em Roma estou em duvida de comprar o RomaPass pq seria para uso no Coliseu e lá meu filho não pagaria entrada. Se eu estiver com o RomaPass não sei como seria essa entrada free dele. Também gostaria de obter um cartão da TIM para internet logo na chegada. Vc recomenda alguma loja em mestre ou na ilha ? No final seguiremos para Florença, tb de trem. Tem ideia do preço do taxi de Términi para Via Del governo Vecchio (perto de Navona) ?

  23. Bom dia!!! fomos convidados para um casamento em Nápoles no dia 07 de Maio..vamos embarcar dia 04/05/2016… mas gostaríamos de fazer um roteiro..visto que vamos ficar até dia 15/05.. porem gostariamos de um roteiro barato…me disseram que vamos gastar em média de 14 a 16 mil em uma viagem como essa..incluindo as passagens e todos os gastos..isso procede?tinha dois roteiros em vista..um napoles, capri e costa almafitana…outro napoles/ paris / roma/ veneza… naõ sei o que sai mais em conta…pois é nossa primeira viagem internacional..

    • Boa noite Cibele. Você não gastaria 14 ou 16 mil, mas sim INVESTIRIA! kkkkkk
      Dinheiro para viagem é uma das melhores destinações que você pode dar a ele.
      Para ter uma ideia da quantia que você irá gastar, o primeiro passo é achar uma passagem barata. Comprei a minha para junho/2016 saindo de Guarulhos/SP e paguei R$ 2450,00 (ainda com a opção de parcelar).
      Depois, quanto ao destino, eu sou meio suspeito para opinar, mas por que não dedicar essa primeira viagem somente para a Itália? Existem inúmeras combinações que vocês podem fazer, por um preço razoável.
      Tendo em vista o preço do euro nas casas de câmbio (+/- R$ 4,65), para os 10 dias que você ficará por lá sairia mais ou menos EUR 100,00/cada para uma viagem confortável.
      Já no que se refere ao roteiro, eu ficaria sim uns 2/3 dias conhecendo o entorno de Napoli, subindo para Roma para mais uns 3 dias e por fim Florença e região central da Toscana no restante.
      Espero ter ajudado em algo.
      Att.,
      Ricardo.

  24. Oi André,

    Parabéns pelo blog e pelas dicas .

    Estamos indo para Italia ( 7 pessoas , sendo uma idosa que vai necessitar de cadeiras de rodas para grandes percursos à pé) no periodo de 21/03 a 10/04 e meu esquema é o seguinte:

    4 dias iniciais em Veneza , cruzeiro de 7 dias pelo Mediterraneo , 3 dias em Verona e 3 dias em Milão. Que você acha?
    Posso fazer algo diferente e que aproveite mais a viagem?
    Alguma recomendação com relação a transporte ( alugar carro, transporte public etc.). ?
    Como é a temperature no norte da Italia neste periodo?
    Quanto devo considerer para alimentação por pessoa por dia?
    Reservei um apartamento em Veneza mas ainda não tenho nada reservado em Verona e Milão. Alguma dica ?

    Obrigado

    Abraço

    Carlos

    • Acho o projeto bem interessante.
      São 7 pessoas, viajei com carro para 7 neste final de ano entre Espanha, França, Suíça e Itália. Custa bastante caro, precisa ser um carro para 7 + malas, bem diferente dos 5+2 que irão lhe oferecer. Eu escaparia do carro neste caso.

      Não posso falar sobre o clima, consulte os serviços de previsão. Eu acho que não fará frio, mas sabe como é, pode dar frio e eu me queimar aqui falando coisas que não tenho como prever.

      Alimentação depende muito de como e onde comem, eu consideraria uns 30 euros por dia para comer em lugares normais.

      Eu estou gostando muito da experiência de alugar no AirBnb, recomendo fazer o mesmo.
      Um abraço.
      Um abraço.

  25. Caro André, estou indo pra Italia no final de fevereiro com mais duas pessoas, vamos Rio x Roma, ja vamos pra veneza, vc tem dicas de hotel bom em Veneza / Roma?
    Desde ja muito obrigado.
    Claudio.

  26. Voa para a Itália em Maio.
    Ficarei em Veneza. (Quartel General)
    Pretendo ir a Milão, Maranello
    Bolonha, Florença, Pisa
    Roma (Vaticano)
    Qual o melhor roteiro? Para ir para Roma o melhor ír direto de Veneza ou parar em Florença e seguir dia seguinte?

    Um abraço

  27. Oi, estou pensando ir para a Itália em 2016. Acontece que eu não sei nada de Italiano, e quero conhecer várias cidades indo de trem, será muito difícil eu saber pegar esses trens? O meu roteiro está dessa forma, veja se estou certa fazendo assim:
    1º desceria no aeroporto de Roma, pegaria um trem para Veneza, passaria 3 dias hospedada lá conhecendo a cidade, de lá pegaria um trem para Florença, passaria também 3 dias conhecendo a cidade, depois pegaria um trem e iria para Milão, lá passaria 2 dias, pegaria um trem para Roma que passaria 5 dias, sendo que lá eu poderia fazer um bate-volta a Nápole se desse ainda eu iria para Bari, mas não vi trem para lá e de Roma como iria para Bari? Me ajuda por favor e me diz se esse roteiro está certo da forma como fiz e se eu desenrolo bem me virar sozinha, pois é o meu maior medo, vou só

    • Não será um problema, compre um dicionário português – italiano para os momentos de apuros.
      O roteiro está bem interessante sim, fique tranquila, vai dar certo. Só não esquece do dicionário e fazer tudo “com tempo”, pois quando a comunicação for mais complicada você precisará de tempo para manobrar a situação.
      Um abraço.

    • Olá, Marilene! Voce não acharia melhor chegar por Roma, de lá fazer um bate e volta para Napoles, Pompeia e Bari? seguir de Roma para Florença, de onde pode ir a Pizza, San Geminianno, etc, depois Veneza e Milão? Voltaria para o Brasil de Milão, evitando o retorno a Roma? Pode ser que pague um pouco mais pela passagem, porém ganha mais tempo para se divertir.
      E quando pensar em viajar, entre em contato comigo. Adoro e nem sempre tenho companhia….

      • Olá Célia vi agora sua mensagem, com as pesquisas que ando fazendo mudei totalmente meu roteiro agora, vou fazer assim: Chego por Milão fico 3 dias vou conhecer o Lago de Como, desço para Verona, não fico hospedada aqui, pego um trem e vou para Veneza, aqui fico 2 dias vou conhecer Murano e Burano, depois vou para Florença reservo 4 dias aqui e vou conhecer Pisa e Lucca, desço para Roma aqui reservo 5 dias e vejo se sobra dinheiro para conhecer Polignamo Al Mare e Alberobello, ou seja chego por Milão e volto por Roma, eu convidei a turma de Italiano que eu fiz o curso rápido pra me virar nos apertos, não sei se vão, ficaram bem animados, mas se não forem isso não vai ser problema para mim, rsrsrs

  28. Boa noite André

    Eu e meu marido iremos para a Itália dia 29/12 e voltaremos dia 09/01.
    Chegaremos em Milão.
    Que roteiro você indica?
    Temos vontade de conhecer Roma, Milão, Florença e Veneza.

    Agradeço sua atenção

  29. Caro André, primeiramente, parabéns pelo blog.
    Eu e esposa estamos planejando uma viajem à Itália, em maio ou setembro. Pergunto, sem considerar a hospedagem, fazendo tudo para economizar a cada dia lá, consiguimos passar o dia com 100 euros?

  30. Ola adorei o blog

    em 2016 estarei fazendo minha primeira viagem para Europa e escolhi a Itália/Roma pela sua história e magia, tenho desejo de conhecer duas coisas: O coliseu e o Vaticano…e Veneza (só para passar o dia) e voltar para o hotel…ainda estou perdido, nao sei qual aeroporto mais proximo deste dois pontos turisticos, tb não sei se reservo hotel, pousado, alberg…pode mi ajudar…
    eu mora em Natal/RN não estou com muito dinheiro para visitar outros pontos turísticos, mais o que tenho acho que dará pra mim viajar… estarei viajando entre os dias 29/02 a 01/3 de 2016 são apenas 8 dias na Itália…tenho um mutante de R$ 8.000 reais será que este valor é o suficiente…viajarei sozinho…com a companhia do amado Deus é claro.

  31. Oi André,
    Boa tarde…
    Obrigado ( mesmo ) por partilhar conosco, pois ajuda muito o nosso planejamento para a viagem!
    Será que pode me ajudar?
    Vamos em jan/16 (3 casais) à Itália, por aprox. 10 dias e penso em fazer Roma (3 ou 4 dias) e o restante pensei em alugar carro e passear pela toscana italiana, finalizando e voltar por Florença…
    É adequando pensar assim?
    Alugar o carro para um trajeto desta forma fica melhor que trem?
    Muito obrigado,
    abs

    • Olá Jairo, consulte quanto custará um carro para 6, eu acho que ficará caríssimo e não irá valer a pena. Vá de trem.
      Fiz uma viagem num carro de 7 lugares no final do ano, custou uma fortuna e não recomendo mais a ninguém.

      Um carro de 7 é bem diferente dos carros 5+2, vendem como 7 mas são 5 lugares normais e 2 assentos pequeninos que seria o lugar das malas. Você vai precisar de uma VAN, e isso custa caro.

      Um abraço.

  32. Obrigada por compartilhar tantas dicas. Iremos pra Itália no próximo ano e queremos alugar um carro, mas agora sei que em alguns lugares melhor transporte público.

    • Olá Yara, como vai?
      Em síntese, para ser bem resumido:
      – Dentro da cidade: transporte público;
      – Fora da cidade (viagens entre cidades): carro ou trem;

      Se alugar um carro, deixe-o no hotel, passeie de transporte, é muito mais econômico e melhor, pois você perde muito tempo para encontrar estacionamento e este pode custar muito caro!

      Grande abraço.

  33. Olá parabéns pelo blog.
    Gostaria de saber se novembro é um bom mês para fazer uma viagem de carro para Veneza, Florença até Roma, começando por Veneza.
    Meu receio é encontrar neve na estrada, e alagamentos em Veneza. Soube que Veneza alaga em Novembro. É verdade?
    Acha arriscado ir para Veneza no mês de novembro?
    Grato.

    Luiz Carlos

    • Olá Luiz, como vai?
      Basicamente em Veneza você não pode entrar de carro, todos os carros ficam num grande estacionamento na entrada da cidade.
      Não existem ruas nas ilhas de Veneza, somente na parte continental, mas a região turística está nas ilhas.
      Você vai estacionar e fazer o resto a pé e de Vaporetto (transporte público marítimo).

      Nestas cidades que você descreveu é muito difícil nevar nessa época.
      Não há época do ano que seja arriscada para ir a nenhum lugar, todas as cidades estão preparadas para a neve de todas formas.

      Até já.

  34. Prezado Sr. André,
    Estou planejando uma viagem e pretendo conhecer Roma, Veneza (It.) e Paris (Fr.). Gostaria de indicação para escolha dos melhores voôs de origem (SP/BR) e destino (Europa), tanto na ida quanto para o retorno, bem como orientações sobre locomoção, meio-de-transporte com economia. Gostaria, se possível de saber qual a sugestão do nobre parceiro criador deste sensacional blog e também quantos dias seriam necessários para conhecer os lugares mencionados (Roma-Veneza-França).

  35. André,

    Tudo bem? Estou indo para Italia no dia 24/12 e retorno no dia 02/01. Vou chegar por Verona (realizando escala em Roma). De Verona irei para Ortisei (Val Gardena/Dolomitas) para esquiar e pretendo alugar um carro para realizar este trajeto (190 km). Pretendo também conhecer Innsbruck devido a proximidade (120 km). Minha dúvida é: Preciso alugar o carro com as correntes de neve? Se eu tiver um chip italiano, consigo utilizar o waze e dispensar o GPS? Desde já lhe agradeço pelo retorno. Abs

    • Olá Lucas, como vai?
      Sim, será necessário contar com as correntes de neve, não necessariamente instaladas, mas sim contar com elas no carro para evitar multas.

      Eu não usaria o Waze de forma alguma, ele não é muito fiável, de fato, melhor alugar o GPS da locadora pois estará atualizado e funcional.

      Até já.

  36. Excelentes dicas…
    Comprei a minha passagem para final de maio, vou chegar por Milão, vou ficar 30 dias rodando pela Italia, gostaria de dicas para economizar em hospedagem e alimentação e transporte. Qual é a média boa, sem extravagância para gastar em Euro? 150 por dia é uma boa média? Um dos meus sonhos é cavalgar na Toscana, sabes me informar algo?
    Obrigado.

    • Olá Isaac, como vai?
      Não conheço muito de cavalgadas na Toscana, sinto muito.

      Você gasta fácil 150€ por dia, depende do hábito de consumo de cada um, mas com esse valor você garante que passará bem.

      Lembre-se que durante todo o dia terá atividades, entradas, cafés, almoços e jantares, tudo em áreas turísticas que custam evidentemente muito mais do que fora delas.

      Abraço.

  37. Boa tarde! Minha filha de 18 anos estará saindo do Brasil no próximo domingo dia 6 de setembro para encontrar amigos em Veneza. Ela é atriz e o filme que fez participará do Festival. Ela é muito esperta, mas estou preocupada com o trajeto aeroporto – hotel. Poderia me dizer se posso ficar tranquila em relação a isso? Gostei muito da simplicidade com que escreve, faz parecer fácil.

    • Olá Monica, como vai?
      Qual é sua preocupação? Segurança? Relaxa, embora exista, não há uma insegurança como no Brasil.
      Moro na Europa e me sinto muito bem, andando em transporte público, caminhando pela rua, sem medo algum.
      Minha esposa faz o mesmo, por se você puder pensar que para mulheres muda.

      Aqui é diferente, muito diferente.

  38. Gostaria de saber se tem vôos para Bari a data seria 15/12 à 30/12 eu procurei e não vejo para esse trecho, acredito que tem apenas para Roma, qual a distância e se tem transportes para Bari, dicas de hotéis barato, ou quantos dias eu poderia ficar em Roma e depois conhecer outros lugares na Itália que saísse em conta.Até estilo albergue contanto que economizasse para conhecer os lugares

  39. Boa tarde.
    No item 1, aluguel de carro, V mencionou Fiat 500 para 3 malas. Vou com meu marido, 2 malas grandes + bagagem de mão (bolsa, mochila, etc.). Pergunta: cabe toda esta tralha no Fiat 500 sem dar na vista de eventuais “curiosos” pois vamos parar em cidades enquanto as visitamos a pé?
    Grata

  40. Olá André!
    Estava lendo suas dicas de viagem para a Itália e gostaria de saber se você tem alguma dica para a Região da Sicilia.
    Eu, meu marido, meu filho e a namorada dele estamos pensando em conhecer Roma (claro) e depois ir direto para Palermo.
    Você já fez esse roteiro, tem alguma informação, dica, etc?
    Obrigada e um abraço

  41. Ola Andre, adoro todos seus post, li muito no primeiro mochilao estados unidos hehe, dessa vez estou indo em dezembro para a italia sozinho fazer um mochilão, serão 14 dias, ja anotei todas as dicas das compras e dos cafes em pé hehehe! gostaria de saber se voce tem alguma dica de roteiro para esse tipo de viagem. obrigado!
    joao.

  42. Olá André, Adorei suas dicas!
    Eu e meus pais vamos para a Itália para passar o Natal e Ano Novo. Chegaremos por Roma no dia 23/12 e queremos passar o Natal lá, para Assistir à Missa do Galo no Vaticano. Estamos pensando em alugar um carro para fazer um roteiro, saindo de Roma, passando por Florença até Veneza. Nossa volta é no dia 02/01 (teríamos 6 dias para essa viagem de carro). Quais cidade você nos indica para esse período? Gostaríamos muito de conhecer Veneza. Será que é pouco tempo?

    Obrigada

    Marcella

    • Olá Marcella, como vai?
      Acho que você precisa considerar somente um fator, de Roma a Veneza são quase 600km de viagem.
      Recomendaria pelo menos três noites em Roma e três noites em Veneza.

      Poderias considerar ficar então uma noite em Florença, uma em Bolonha e uma em Verona. Assim, terias tempo de visitar bem Roma e Veneza, e dar uma pincelada rápida por Florença, Bolonha e Verona. Vai ser mais para conhecer o centro histórico mesmo.

      Considere que tens somente 9 noites, o dia da chegada e partida não podem ser considerados, rola muita coisa, preparar as coisas para chegar a sair, ir buscar / entregar o carro, chegar com antecedência no aeroporto (esperar malas na chegada, alfândega, migração).

      Grande abraço.

    • Olá Marinela, tudo bem?
      Parte importante da arte de aprender é a leitura, sua pergunta foi respondida no artigo acima, no ponto número 4.

      Peço encarecidamente que faça a leitura deste ponto para obter a resposta de sua consulta.

      Atenciosamente

  43. Olá André,
    vale a pena comprar um Romapass sendo que chegarei em roma dia 21 a tarde e sairei para Pisa dia 23. Outra questao é Chegarei nos aeroportos tanto de Barcelona quanto de Londres as 23:30, e pela alfandega devera sair de cada um destes aeroportos por volta de 1:00 do dia seguinte, tem transportes para o centro, pode se pernoitar no aereporto ate as 06:00 da manhã, como é que acontece em Fiumuncino você saberia responder?.

  44. Oi, André!

    Muitas dicas legais!!!! Adorei…
    Estou indo pra Itália semana que vem. Desço por Milão para encontrar com meu esposo que estará num Congresso. De lá vamos descer para Toscana de carro.

    Eu sempre compro um chip pré-pago c/ internet assim q chego na Europa. Gosto de deixar todos mapas prontos no Google Maps antecipadamente. Coloco os pontos turísticos por proximidade, o que economiza tempo e nos dá uma noção de quanto tempo precisaremos pra conhecer o que tem de melhor em cada região (inclusive nos mapas que montei pra Toscana inclui as “scenic routes”, como a SR439 e SR222). Monto pelo Google Crome e salvo em favoritos, dai é só emparelhar o laptop com o cel. Fica tudo salvo e na mão.

    Só estou preocupada com o sinal de celular, se vou ter sinal bom na região da Toscana. Pensei em alugar o wi-fi pra carro, mas imaginei que talvez fosse mais interessante comprar um. Esse roteador que falou vende na própria TIM? Pq vi um modelo desbloqueado numa loja que era a antiga Fnac de Milão – TRONY, que tem características semelhantes e mais em conta. É um d-link, 3G router, modelo DWR-730. Será que depois consigo usar no Brasil?

    Fico grata se puder me ajudar

  45. Boa tarde André,
    Muito boas suas dicas, serão muito uteis!
    Estou indo com minha esposa agora em junho próximo e quero fazer um trecho de carro, pensei em descer em Florença, ir a Pisa, correr algumas cidades menores até chegar a Roma, vou fazer isso entre 2 e 3 dias. Minha preocupação maior é onde estacionar o carro, por conta dessas ZTL nas cidades mais históricas… é fácil encontrar estacionamento? são sempre pagos?
    Outra dúvida, vou retornar por Roma (Fiumicino), meu voo é as 6:45 da manhã, estou preocupado em sair de Roma sei lá as 3AM e não conseguir entregar o carro no aeroporto e perder a conexão. Se eu devolver o carro em Roma, como faço pra ir ao aeroporto a essa hora (4AM)?
    Obrigado

    • Olá Renato, como vai?
      O carro você usa para “viajar”, deixe o carro no hotel e vá para o centro da cidade de trem, tram, metrô, enfim, a modalidade de transporte público que estiver ao alcance.

      Não é fácil encontrar estacionamento, perde-se muito tempo e é caro, portanto, não vale a pena.

      Vá de taxi ao aeroporto, mas a melhor coisa seria devolver o carro no aeroporto. Não!? Eu acho que sim, confirme se eles estarão atendendo nessa hora.
      Grande abraço.

  46. Olá !
    Farei uma viagem de 20 dias a Toscana em outubro. A ideia é tentar “dissecar” esse belo canto da Itália. Daremos prioridade as cidades menores, pitorescas e desconhecidas dos turistas. Você teria alguma dica na manga ? Vc acha que seria viável acrescentar Cinque Terre ao roteiro ?
    Obrigada

  47. Olá André!
    Adorei suas dicas!!!
    Em 2012 tive oportunidade de passar 1 mês na Itália com mais 3 amigas.
    Foi uma experiência tão maravilhosa que pretendo fazer a mesma trip com meu marido.
    Sinceramente não gostei muito de Veneza e o passeio de Gôndola não me fez falta. O transporte pelo Vaporetto para mim foi o suficiente.
    Roma e Milão são cidades que merecem pelo menos 4 dias para desfrutar de toda a sua beleza!
    Com certeza acompanharei seu blog a partir de agora!
    Catiane

  48. Olá André!
    Estamos programando uma viagem de 18 dias, no período entre 30.09 a 17.10.15, é um grupo de 4 amigos. pretendemos vazer o seguinte intinerário, na ordem: Milão, Veneza, Florência, Pisa, retorno a Florência, Lecce, Roma e por útimo Lisboa.
    Você teria alguma dica a nos dar para aproveitarmos melhor nossa viagem? e Você sabe dizer como estará o clima nessa época do ano?
    Obrigada pelas dicas e continuem a nos prestar tamanha gentileza!

    • Minha dica fica em eliminar Lisboa, não tem sentido fazer uma viagem na Itália e logo, ir para Lisboa, isso realmente encarece a viagem, além de Lisboa ser bem longe de qualquer cidade italiana.

      Repense essa escapada, começando e terminando a viagem na mesma cidade você economizará bastante também na passagem.
      Até já.

  49. André! adorei as dicas! vou em julho pra Itália e depois ir subindo até amsterdã… queria saber se é preciso deixar todos os hotéis reservados aqui do Brasil, ou se é possível (não muito arriscado!rs)deixar pra escolher lá durante a viagem?

    • Eu nunca reservo hotel aqui no Brasil. O melhor é vc levar um tablet ou telefone , comprar um chip de conexão com internet ( eu comprei um da Vodafone € 20 ) por um mês, chegava no hotel se gostasse reservava ali mesmo. Tem muitos hotéis na Itália, agora se vc for para cidades pequenas em esposa de alta temporada, pode ser complicado

      • Eu consigo até entender seu ponto de vista, mas vou enumerar fatos:
        1) A polícia de imigração na entrada da Europa pode lhe pedir as reservas de hotel, se você não tiver, vai se dar muito mal e poderá ser deportado;
        2) O custo efetivo da hora/viagem é normalmente bastante alto para você ‘perder’ tempo procurando hotel na hora;
        3) Você pode chegar sem saber numa data que tem um congresso, um evento importante e literalmente ficar dormindo num banco de praça;

        Não existe nenhuma economia em fazer sua estratégia Carlos, muito pelo contrário, sites como o Hotwire conseguem lhe oferecer preços mais do que especiais na compra antecipada.
        Até já.

  50. Adorei as dicas!
    Estarei na itália em julho com uma amiga, e gostaria de tirar uma dúvida. É possível viajar de Roma para outros países de trem? (como ir de Londres para Paris por ex).
    Obrigada!

  51. Boa tarde,

    Adorei as dicas!!! Estou indo para italia final de fevereiro e pretendo fazer um trecho de carro (roma-florenca-veneza) e minha dúvida é se vou precisar das correntes? E onde foi que você comprou ja que disse que ficou mais em conta do que alugar.

    Obrigada,
    Clarissa

  52. Quando fui pra Veneza não consegui dar um passeio de gondola decente. Era muito caro e não consegui desconto com nenhum gondoleiro, a saída foi usar aquelas gondolas de $2 Euros apenas para atravessar de um lado para o outro. Hahahahahaha, fazer o que, era o que tinha naquele momento.

  53. Parabéns pelo blog André.

    Estou indo para Itália agora no carnaval e quero economizar no aluguel das correntes de neve, cerca de 6 EUR por dia e vou alugar por 10 dias, chegarei por Roma (Fiumicino)

    É fácil achar as correntes para comprar? Pois no primeiro dia logo cedo já vou pegar estrada.

    Agradeço desde já.
    Abraços
    Maurício

    • Olá Fernando.

      O idioma por lá é realmente o Italiano e, em alguns locais, eles vão entender inglês também. A língua portuguesa não representa muita coisa lá pela Itália, até porque eles nem ao menos possuem fronteira com Portugal, por exemplo.

      Mas não deixe que a falta de habilidade no idioma italiano o faça desistir da viagem. Quando se tem um sorriso no rosto, e boa vontade para se virar, seja com mímica ou qualquer outro tipo de comunição não verbal, consegue-se quase tudo o que se precisa em viagem.

      Vá sem medo, mas com um comprometimento pessoal de dar o melhor de sí, e também sabendo que não se pode esperar que os italianos entendam a língua portuguesa.

      Um abraço.
      Alyson Regis Darugna

  54. André Boa tarde !!! você teria alguma dica de roteiro para italia de 10 á 15 dias !!! muito interessante as suas dicas – Obrigado por compartilha-la conosco – sempre muito bom ler e tirarmos um aprendizado !!!
    estou em duvida por onde começar e terminar a viagem !!!
    no ano passado fiz uma viagem para europa de 28 dias – cheguei e fui embora por madrid – valeu muito a pena a economia pois pegamos a passagem aérea por 1.400,00 R$ -e apartir dai fizemos um roteiro bem bacana com ônibus/trem/carro e avião – vc teria alguma dica de cidade na italia que seria mais em conta para chegar ??? quero ficar agora só na italia já que nesta ultima viagem não consegui ir ???

  55. Olá André, parabens pelo blog, só uma observação, com certeza é preciso andar para conhecer as cidades, que de carro é impossível e andar pelo transporte público é econômico. Mas estou vindo da Itália e não é bem assim os trens e ônibus, as pessoas andam igual sardinha sim, os ônibus não tem ar condicionado e muito menos janelas. No metro tbm é cheio, porém com ar e muito rápido para andar de um lugar a outro.

    Abraço

  56. Bem eu sempre alugo hotel com frigobar. Ao chegar na cidade vou ao supermercado e já abasteço com bebidas. E compro também guloseimas para lanche à noite. Tomando o café na manhã o hotel, almoçando perto das 15 horas e a noite, lancho no quarto do hotel. Economizo para o cafezinho e cerveja durante o passeio.

  57. André, boa noite
    Ano passado fiz o lado oeste da italia de carro e de genova para nice fui de trem, onde voltei a alugar um carro e fiz todo o sul da França. Esse ano pretendo fazer o extremo leste (na verdade nordeste) da italia, partindo de Milao, veneza e depois pretendo ir até o sul da Alemanha, passando pela Áustria, todo esse trajeto de carro. Você sabe informar se posso ter algum problema na locação do carro ou restrição para atravessar as fronteiras?
    Obrigado e abraços

    • O André está certíssimo, José.

      Eu já fiz algumas viagens grandes de carro pela Europa. A viagem na qual mais rodei, foram 5800km de carro, todos dirigidos por mim. Fui parado uma vez por um bombeiro nos arredores de Füssen, Alemanha, para me avisar que em virtude de um desfile que estaria ocorrendo dentro de alguns minutos, eu teria de pegar um desvio por uma rua totalmente cheia de neve, onde a máquina que faz a limpeza não havia passado. Por mim tudo bem, mas passamos nesta rua por um casal de senhores de idade que se perderam e o carro havia atolado.

      De qualquer forma, foram 6 países e eu nenhuma fez tive de parar para mostrar documentos ou para responder algum questionamento de oficiais.

      O seguinte texto sobre Viajar pela Europa de Carro pode lhe interessar: 10 Razões para Viajar pela Europa de Carro

      A foto abaixo mostra a tal rua cheia de neve que mencionei acima, ela está no meu Instagram, o qual eu lhe convido a seguir.

      Abraços.
      Alyson Regis Darugna

  58. Ola adré, tudo bom? Vou esse amo para veneza e fiquei interessada no hotel em mestre que voce falou. Voce saberia me dizer se ele tem estacionamento pra carro?

    Muito obrigada.

  59. Ola André eu quero ir a Itália até o final do ano,mas eu precisava de umas dicas avião qual hotel cidade qual epoca 1semana seria muito pouco ahh e em termos de valores qual seria a bx temporada pois eu tenho disponibilidade de tempo.lmelhor atraves de uma agencia?pois seria um presente p uma pessoa especial obrigada

  60. Prezado
    André

    Estamos indo em setembro, 2 casais fazer um tour pela Toscana,
    20 dias,Chegaremos em Roma , ficaremos 3 dias e no quarto dia pegamos o carro ,Toscana e Ligúria (Cinque Terre) e final Belluno , Arta Terme , vistar amigos e retornamos a Roma , pretendemos já entregar o carro no aeroporto.

    Nossa dúvida; É melhor alugar o carro aqui no Brasil, ou na Italia?

    Se puder nos ajudar nesta dúvida agradecemos.

    Grato,
    Juca Beraldi e Silmara Beraldi
    Florianópolis-SC

    • Olá Juca, como vai?
      Alugar o carro pela internet é a opção mais econômica.
      Sempre aluguei na Hertz, tanto na Itália quanto outros países da Europa.

      http://www.hertz.com

      Não tem erro, se vão em dois casais tentem pegar um carro grande, lembre-se que as malas ocupam bastante espaço, a viagem de Roma para o norte da Itália tem cerca de 1000km, vale a pena investir em conforto.

      Grande abraço, boa viagem.

  61. Amei suas dicas , mto obrigada, fiquei super feliz com tudo que li . Estou indo para Itália dia 13/04 e já acrescentei todas essas informações na minha bagagem.

  62. oi andre gostei muito do jeito que voce escreve,são dicas muito legais vou ficar de olho para me instruir ao maximo,pois nunca viajei pra fora do brasil, apesar que a minha viagem vai demorar um pouco ainda,mas tenho que aprender tudo que for possivel para que quando acontecer seja muito bom,um forte abraço.

  63. André,
    Para você, qual a melhor forma de alugar um caro para viagem na Itália? Contratar aqui no Brasil ou diretamente na Itália, quando chegar lá? Estamos indo 26/03/14.
    Suas informações são excelentes.
    Vittorio

    • Olá Vittorio.

      Seja na Itália em qualquer outro destino, a melhor forma de alugar um carro é fazê-lo antes da viagem, com boa antecedência, se possível. Assim você tem a oportunidade de:

      1. Escolher o carro com mais calma
      2. Decidir quanto vai gastar com o carro, dentre as opções disponíveis
      3. Ver os detalhes da locação, ítens inclusos (GPS, correntes de neve para os pneus, cadeirinha para crianças, …)
      4. Conhecer com mais profundidade as regras da locação (kms livres ou não, pode ir para o Leste Europeu ou não, …)
      5. Garantir um preço melhor do que o preço de balcão
      6. Escolher se você vai fazer uma reserva com pagamento antecipado ou não (as duas opções existem)
      7. Etc

      Eu nunca viajo sem uma reserva e, muitas vezes eu chego a fazer mais de uma. Para minha próxima viagem, por exemplo, eu possuo 4 reservas de carros em locadoras diferentes. Quando chegar mais próximo da data da minha viagem, vou aos sites e cancelo as locações que não vou usar.

      Espero ter contribuído.

      Obrigado por prestigiar o nosso Blog.

      Abraços.
      Alyson Regis Darugna

  64. Soh para exclarecer o fato do café ser mais caro sentado… isso acontece somente em cidades turisticas e a razão para isso eh q se nao fosse mais caro as pessoas usariam as mesas soh pra descansar por um bom tempo comprando soh uma garrafinha de agua ocuoando assim o lugar pra quem realmente queira sentar pra consumir algo a mais como um lanche ou um almoço. Assim, qm quer comer, encontra sempre lugar pra sentar, enquanto o turista ‘folgado e esperto’ se quer descansar, paga. Eu acho super justo. E alem disso, uma coisa tipica dos italianos eh exatamente tomar um cafè em peh no balcao. Dificilmente eles sentam pra tomar apenas um cafe. Otimo post, ajuda muito mesmo qm quer conhecer o bel paese. Sao mais ou menos as mesmas dicas q dou qdo os amigos vem pra ca visitar.

  65. Olá André, tudo bem? Vi o teu blog e achei super interessante! Queria me apresentar, meu nome é Ana Patricia, ítalo-brasileira, vivo há 12 anos na Itália, sou formada em Scienze del turismo pela Universidade da Calábria, com um master em Turismo Cultural pela Fondação Garrone, parceira da Universidade de Catania em Sicília. Trabalho como consultora de viajem na Itália e sou em grado de oferecer serviços turísticos em toda Itália.. Confere o meu site: http://www.touristico.it
    Qualquer coisa você possa necessitar basta me contatar,
    Grande abraço,
    Ana Patrícia

    • Obrigado por contatar Ana, fico bastante contente em receber seu contato.
      É de grande valia contar com alguém com seu currículo para poder indicar para uma pessoa que necessita uma consultoria personalizada.

      Seria bacana para que você possa se apresentar ao público, sua participação aqui no blog com um guest-post, um artigo contando sobre algum destino em especial. Agrega ao currículo e você se faz presente, colocando-se à disposição para quem precisar de seus serviços.
      Grande abraço, até já.

  66. Bom Dia,
    Estou com viagem marcada para Veneza nos dias 21 / 22 e 23 de Março, não tenho transferes incluídos, vou ficar hospedado num hotel mesmo junto à Praça de S. Marcos. Agradecia se possivel que me ajudasse em relação ao melhor meio de transporte e mais económico para chegar do aeroporto até à praça de S. Marcos.

    Cumprimentos,
    Paulo

    • Olá Paulo, tudo bem?
      Funciona assim amigo, você sai do aeroporto ali fora passa um ônibus (dentro do aeroporto na parte externa).
      Esse ônibus te leva para a estação de trem “Stazione Venezia Mestre”, de lá você pega um trem para a “Stazione Venezia Santa Lucia”.

      Para perguntar pelo ônibus use a frase:
      “Dove prendo il bus per la Stazione Venezia Mestre”

      É bem fácil e tranquilo.
      Abraço.

  67. Obrigada pelas dicas e parabéns !! Embarco com minha irmã para Roma – Toscana – Florença , agora dia 06/02 ; você indica algum Outlet ( Castel Romano Desgn vale à pena ?) e será que ainda encontraremos muito frio ? Abraços e mais uma vez , valeu !!

  68. Obrigada pelas dicas André!
    Também pretendo ir para a Itália este ano e os comentários são ótimos!
    Tenho vontade de compartilhar também minhas informações na volta. São muitos detalhes que podem ajudar outras pessoas aproveitarem mais a viagem.
    Abraços,
    Rosane

  69. Nossa excelentes dicas!!! Vou de lua mel p Itália em fev. E Ja li TDs os seus postos, muito obrigada por todas as dicas.
    Aproveito p perguntar, no final de fev., como é o clima na Itália???
    Abr
    Ana

  70. Olá,

    Adorei todas as dicas!
    No dia 01/01 embarco com destino à Roma.
    Gostaria de saber se você tem dicas de como se comportar no aeroporto, no avião,… Quais as possíveis perguntas que podem me fazer.

    Muito obrigada!

  71. Ola Andre estou programando de ir com o meu namorado para Roma, FLorença e Veneza, escolheremos a cidade de acordo com a vontade no dia, vamos conhecer a capital e algumas cidades vizinhas, iremos subindo, alugando um carro ou indo de trem, mas comprei minha passagem com saida de roma, é muito ruim sair de veneza direto a roma?
    chegaremos pelo fiumicino, melhor ir de onibus para o hotel ou vamos de carro, ainda nao aluguei o hotel algum para indicar? grazie tanto

  72. Adorei as dicas, estou de viagem marcada pra 19/09/13, eu e uma amiga, estouum pouco temerosa, mas pretendo ler bem mais sobre a Italia, tenho duvidas do clima em setembro. Obrigada.

    • Olá Rose, tudo bem?
      Vai dar tudo certo, prometo… em uma viagem sempre existem contratempos, mas no final das contas você irá trazer muitas recordações na bagagem.

      O clima em setembro costuma ser cálido, principalmente do centro para o sul, já para o norte, próximo a Milão, por exemplo, a temperatura deve estar próxima dos 25ºC.

      É sempre bom levar algum tipo de casaco, mas setembro é uma boa época, não costuma fazer muitos dias frios.

      Qualquer coisa me escreva. Abraço e boa viagem.

DEIXE UMA RESPOSTA