5 dias em Amsterdam
Parque Keukenhof

Quem nunca desejou andar pelas famosas ruas e canais de Amsterdam? Alugar uma bicicleta, tomar uma cerveja num bar local e se encantar pela cidade florida? Se você está lendo este post, aposto que é uma destas pessoas! Por isso, resolvi compartilhar com você o roteiro perfeito para conhecer Amsterdam em cinco dias. Conhecendo os principais pontos da cidade: Estação Central, Red Light District, Museu Van Gogh, Heineken Experience, Casa de Anne Frank e tantas outras atrações imperdíveis que fizeram eu me apaixonar por Amsterdam e vão te encantar também.

Amsterdam não estava nos meus planos de viagem imediata. Apesar de ter o sonho de conhecer a cidade das tulipas (minhas flores favoritas), não era para ser minha próxima viagem. Mas, como estava a caminho de Chamonix, na França, e meu avião fazia escala em Amsterdam, pensei: “Esta é a hora de conhecer Amsterdam!”. Alonguei meu tempo de escala para poder curtir a cidade e fico muito feliz de ter feito isso.

Amsterdam foi minha primeira cidade na Europa e fiquei simplesmente encantada ao colocar meus pés pela primeira vez no continente.

Além da cidade ser belíssima, única, com uma atmosfera muito legal, ainda cheguei durante a primavera, quando a cidade é lotada de lindas e enormes tulipas – o que deixa a cidade ainda mais charmosa! Se você está planejando conhecer Amsterdam nesta estação, super recomendo! O clima é gostoso – nem quente, nem muito frio – e, apesar de muitas pessoas me dizerem que tive sorte, nos dias de abril que estive em Amsterdam, só peguei tempo ensolarado!

Se os motivos acima ainda não te convenceram 100% de ir a Amsterdam, te conto mais: o transporte em toda a cidade e região é super prático e intuitivo; todos falam inglês; a comida é muito boa (adoram batata e maionese); e há Heineken em todos os bares e restaurantes! Está convencido agora? 😀 Então se liga nas dicas a seguir que vão te ajudar a preparar o roteiro perfeito para sua viagem a Amsterdam.


Como chegar em Amsterdam

Chegar em Amsterdam é muito fácil. Há um aeroporto internacional na cidade, ou seja, independentemente de onde estiver vindo – do Brasil ou outro país europeu, por exemplo – você pode pousar direto em Amsterdam.

Ao chegar no aeroporto internacional de Amsterdam (Schiphol), ali mesmo você consegue pegar um trem até a Estação Central. Não precisa nem sair do aeroporto.

5 dias em Amsterdam
Acesso aos trens e metrôs dentro do aeroporto de Amsterdam

Ao sair da área de desembarque, é só ficar de olho nas plaquinhas que indicam onde está o guichê para comprar seu ticket do trem. Fique de olho na sinalização dos guichês pois cada um vende um tipo de passagem: passagens de trem para países europeus; passagens de trem para cidades da Holanda; passagens de metrô para Amsterdam… Então, antes de entrar na fila, veja qual você precisará.

Compre seu ticket e siga as instruções do atendente que te vendeu a passagem. Antes de descer para pegar seu trem, você deverá passar seu ticket numa máquina próxima a entrada. Esta máquina é um pequeno totem próximo a esteira rolante (veja na foto acima) que leva a estação de embarque. Quase não se nota ela e só sabíamos que deveríamos passar nosso cartão pois a atendente do guichê nos informou. Aliás, todo os atendentes falam inglês fluentemente e são muito atenciosos. A que nos vendeu a passagem, ainda imprimiu pra gente o itinerário que o trem faria para ficarmos de olho e saber quando nossa parada estaria próxima.

Ao pegar seu trem aqui no aeroporto de Amsterdam, tome cuidado – e não dê uma de “João sem braço”! No seu caminho para o guichê você verá a descida para a estação de trem do aeroporto. E, como não há catracas impedindo sua passagem, você pode ir em direção ao trem e embarcar até mesmo sem ter comprado sua passagem. Mas, não faça isso! Ao chegar no seu destino final, antes de sair da estação de trem, precisará passar seu ticket para desbloquear a catraca de saída. Ou seja, não adianta dar uma de espertinho.


Movimentando-se em Amsterdam

Eu, que geralmente sou super perdida em lugares novos, me adaptei rapidamente pelas ruas de Amsterdam. Apesar das ruas serem todas muito parecidas, os canais e pontos de referência (como pontos turísticos, monumentos e praças, por exemplo), fazem ficar muito fácil de se localizar e saber onde se está.

Outra coisa que me ajudou muito foi o aplicativo “Amsterdam Travel Guide and Offline City Map” (clique aqui para baixar para iOS e aqui para Android). Este é um app de mapa de Amsterdam, que funciona offline e usa o GPS de seu celular para te mostrar onde você está e onde ficam os pontos que você deseja conhecer. Seguindo o mapa do app fica muito fácil chegar nos lugares. E o melhor, o aplicativo é grátis! Durante toda minha estadia usei o app e não me perdi em nenhum momento. Sugiro que baixe antes de viajar e aproveite muito!

Em Amsterdam é super fácil se movimentar por trem e metrô – mas também a pé.

Como estava hospedada numa cidadezinha próxima a Amsterdam, todos os dias usava o metrô para chegar à cidade. Comprei um passe para 5 dias e pronto. Super prático! Se você estiver hospedado longe, sugiro que faça o mesmo.

5 dias em amsterdam
Canal próximo à Estação Central de Amsterdam

Agora, se estiver hospedado na região central de Amsterdam, nem precisa usar o transporte público. Se quiser, dá pra fazer tudo a pé, ou de bicicleta se for mais corajoso. Eu não tive coragem de usar bicicleta por lá.. Achei um tanto quanto confuso e movimentado (vi vários turistas quase sendo atropelados por outras bikes ou motos e, como não sou muito esperta sobre duas rodas, resolvi não arriscar rs).

Mas, nada é lá muito longe! Para ir de um ponto ao outro a pé é muito tranquilo e, mesmo se o próximo destino for um pouco mais longe, você ainda assim pode ir fazendo pequenas paradas pelo caminho e aproveitar para conhecer mais coisas pela cidade.


Roteiro para 5 dias em Amsterdam

Antes de começar gostaria de dizer algo. Este é o roteiro que eu fiz durante minha viagem, baseada no tempo que eu teria e no que eu gostaria de dar prioridade. Eu sei que há muito mais lugares para conhecer em Amsterdam e que talvez você sinta falta de algo na rota que tracei. Então, se isto acontecer, sugiro que procure no Google Maps por este destino e veja em qual rota ele se encaixaria (do dia 1? Do dia 2?) e complete o roteiro do seu jeito 🙂 Acredito que 5 dias sejam suficientes para conhecer Amsterdam. Menos que 3 não recomendo, pois não acredito que você teria o verdadeiro gostinho de conhecer os charmes da cidade.



Dia 01 em Amsterdam:

Estação Central > Dam Square > Red Light District > Bloemenmarkt > Voldelpark

Uma das dicas mais valiosas que li sobre Amsterdam antes de embarcar foi: tire o primeiro dia para se familiarizar com a cidade. E, sugiro que você faça o mesmo.

Amsterdam é uma cidade muito fácil de se movimentar, uma vez que você se familiariza com a estrutura. Durante toda minha estadia fiz basicamente tudo a pé. O único momento em que peguei transporte público foi entre meu albergue (numa cidade próxima a Amsterdam) e a cidade.

Em seu primeiro dia, sugiro que comece pela Estação Central (Centraal Station). Se estiver vindo de um pouco mais longe, essa será sua parada final, e se estiver hospedado próximo à estação, sugiro que vá até lá de qualquer forma. A arquitetura do lugar é incrível!

Amsterdam
Estação Central de Amsterdam

A partir da estação central, você pode sair batendo perna pela cidade, fazendo o reconhecimento do lugar.

Próximo a Estação você encontra diversas lojas, cafés e o maior estacionamento de bicicletas que já vi na minha vida (como você pode ver na foto acima!).

Fique atento! A região próxima à esta estação é conhecida por ter vários furtos de pertences de turistas. Então não tenha dinheiro, cartão ou passaporte em bolsos ou mochilas que sejam fáceis de abrir. É bom ficar atento pois este é o crime mais comum em Amsterdam.

Saindo da Estação Central, passe pela Dam Square. Uma belíssima praça de Amsterdam que, dependendo da época do ano que for, pode ser repleta de tulipas! Por ali fica o Palácio Real, a catedral de Amsterdam (uma igreja gótica do século 15) e também o clássico museu de cera Madame Tussaud.

5 dias em amsterdam
Dam Square durante a primavera

Próximo a Dam Square, você encontra o famoso Red Light Distric, onde é possível ver as famosas garotas de programa nas janelas (não bata fotos! É extremamente proíbido e você pode se envolver em problemas). O Redlight District não é das regiões mais charmosas de Amsterdam – há várias vitrines com produtos bizarros, gente estranha e muitos turistas! Mas, é impossível não dar uma passadinha. Se for durante o dia é mais tranquilo; a noite este bairro é bem movimentado e, segundo os moradores, não tão seguro para turistas.

Ande um pouco mais e encontre o maior mercado flutuante de flores do mundo: o Bloemenmarkt. Por ali você encontra centenas de flores, bulbos de tulipas, souvenirs… Tudo que um turista adoraria encontrar para comprar e lembrar de sua viagem a Amsterdam.

5 dias em amsterdam
Bloemenmarkt (esquerda da foto)

Os preços são bem legais, principalmente nos souvenirs, por isso, em meu último dia em Amsterdam, decidi parar novamente no Bloemenmarkt para comprar as lembrancinhas.

Saindo do mercado de flores, vá até o parque mais famoso de Amsterdam: o Voldelpark. É um lindo parque, com centenas de flores, pessoas fazendo exercícios, andando de bicicleta, tomando um café… É um lugar bem gostoso para passear e relaxar depois de bater perna em Amsterdam.

5 dias em Amsterdam
Voldelpark na Primavera

Enquanto estiver fazendo seu trajeto entre o primeiro e último ponto do roteiro do dia, você passará pelos três grandes canais do centro de Amsterdam: Herengracht (onde há muitas mansões e jardins interiores, que datam dos anos de 1660); Keizersgracht (o canal mais largo, com 31m de largura); e o Prinsengracht onde fica a famosa casa de Anne Frank (que você visitará no Dia 3).

Estes 3 canais ficam próximos um do outro e você pode ir de um a outro em menos de 10 minutos de caminhada. Se desejar, também pode pegar um barco a partir da Estação Central e descer o canal com ele. É um passeio mais longo, mas é uma forma legal de visitar a cidade.


Dia 02 em Amsterdam:
Keukenhof / Zaanse Schans

Seu segundo dia em Amsterdam deve ser baseado pela época do ano em que for! Se for durante a primavera, separe este dia para conhecer o famoso Keukenhof, o parque das Tulipas!

Não há palavras suficientes para descrever o que é este lugar. Mas, tentarei.

No Keukenhof você verá centenas de milhares de tulipas e outras flores maravilhosas. Jardins de tirar o fôlego. Espaços ao ar livre para fazer um picnic… Se houver o “paraíso”, acredito que seja igualzinho. E, não bastasse tanta beleza, ainda há dezenas de opções gastronômicas. Fazendo deste parque uma visita encantadora de um dia inteiro!

O lado ruim é que o parque só abre durante algumas semanas da primavera. Então, é bom você conferir antes se o parque estará aberto durante sua visita.

Como chegar no Keukenhof?

5 dias em AmsterdamChegar lá é muito prático. Nós fomos até o aeroporto de Amsterdam e compramos nosso ticket no guichê do parque que fica lá dentro – perto de onde você comprou o ticket do metrô, na área de desembarque. Dali mesmo já pegamos o ônibus do Keukenhof que leva e trás os visitantes. É muito prático! Pegamos um pouco de fila na ida, mas bem tranquilo. Sugiro que vá cedo para curtir tudo com calma.

Agora, se estiver indo fora da época em que o parque está aberto, você pode substituir seu passeio pelo Zaanse Schans, um bairro do município de Zaanstad, há 40min de Amsterdam. Eu não cheguei a fazer este passeio por falta de tempo, mas ele foi super indicado pelo pessoal do albergue onde me hospedei, por isso resolvi compartilhar com você como alternativa ao Keukenhof.

Parece que este bairro é o “clássico Holanda”. É um vilarejo com moinhos de vento, fábricas de queijo e chocolate, confecção de tamancos holandeses… Algo bem típico. Se tiver a oportunidade, vá conhecer (e eu espero conhecer em minha próxima visita).



Dia 03 em Amsterdam:

Casa Anne Frank > Jordaan

Tenho certeza que seus dois primeiros dias em Amsterdam foram bem ativos e cansativos, por isso no terceiro dia sugiro que faça menos atrações, com mais calma 🙂

Comece o dia pelo museu / Casa Anne Frank – o esconderijo que abrigou Anne, sua família e outros judeus durante a segunda guerra mundial. Mesmo que você não esteja familiarizado com a história, enquanto estiver esperando para entrar, alguém do museu lhe entregará um folder contando a história da casa. Este folder está disponível em várias línguas, incluindo o português!

Se você já sabe do que se trata, deve estar morrendo de curiosidade para ver o esconderijo. Mas, seja lá qual for sua intimidade com o assunto, esta é uma visita muito impactante e que não deve ser deixada de lado! Você aprenderá muito.

5 dias em Amsterdam
Fila para entrar na Casa de Anne Frank

O ingresso custa 9 euros e pode ser comprado pela internet ou pessoalmente. Quando fui, os ingressos online para a data já estavam esgotados, então tive que gastar 2 horas na fila esperando para entrar. Mas, tudo bem. A região é tão bonita que nem sentimos o tempo passar.

No final do passeio, você chegará num restaurante com vista para o canal. Um ótimo lugar para tomar um cafézinho e seguir para o próximo passeio: o bairro Jordaan.

Há cinco minutinhos a pé da Anne Frank Huis, fica o bairro Jordaan. O bairro mais descontraído de Amsterdam! Você pode passar horas e horas por ali, curtindo o melhor cenário artístico e gastronômico da cidade.

Não vou listar pontos para se conhecer no Jordaan pois seria impossível! Tudo que você deve fazer é sair batento perna, de rua em rua, e parar em todos os cantos que te chamarem a atenção. Tenho certeza de que este é o bairro perfeito para fazer aquele almoço demorado ou lanche num charmoso café.


Dia 04 em Amsterdam:
Museu Nacional (Rijksmuseum) > Museu Van Gogh

No quarto dia em Amsterdam, tire para conhecer alguns dos mais importantes museus de Amsterdam. Minhas sugestões? Rijksmuseum e Van Gogh. Os dois ficam bem próximos um do outro (cerca de 2 minutos a pé), facilitando ver os dois no mesmo dia.

O Rijksmuseum está ali desde 1885 e abriga importantíssimas obras de arte de artistas como Rembrandt.

Mesmo que você decida não entrar para conhecer o Museu, você ainda pode apreciar sua arquitetura pelo lado de fora e passando por um pequeno tunel que cruza o prédio. É bem lindo!

Ah, ali também fica a famosa placa “I Amsterdam”.

5 dias em Amsterdam
Praça entre o Museu Rijksmuseum e Museu Van Gogh

Passando o Rijksmuseum, você encontrará o Museu de Van Gogh. Sou suspeita para falar, pois sou fã de Van Gogh. Mas, acredito que este seja uma das paradas obrigatórias em Amsterdam. Além de conhecer a história você ainda poderá ver mais de 200 pinturas, desenhos e cartas do artista.

Saindo do Museu de Van Gogh, você poderá passear pela praça que fica entre os dois museus sugeridos do dia. Ali há diversas barraquinhas de comida e souvenirs para curtir. No dia em que visitei o museu estava um pouco frio para ficar na rua, então decidimos ir até o Hard Rock Café que fica ali perto (há diversas placas indicando o lugar) e almoçar por ali, à beira do canal.


Dia 05 em Amsterdam:
Heineken Experience

Quinto dia em Amsterdam, é hora de conhecer a famosa fábrica e museu da Heineken! Sério, é um dos passeios mais divertidos que já fiz em viagens.

Além de conhecer a história da Heineken e sua produção, eles ainda fazem várias atividades, simulações, dão cervejas de brinde durante um quiz, têm vários espaços com música e até um bar no final do passeio para curtir as duas cervejas que ganha de brinde junto com seu ticket de entrada!

Você se diverte, toma uma cervejinha, conhece outras pessoas, curte um espaço lounge bem legal… Não há motivos para deixar de fazer este passeio 😀

5 dias em Amsterdam
Heineken Experience

Saindo do Heineken Experience, aproveite para andar pela cidade e passar nos lugares que viu nos dias anteriores mas não teve tempo de curtir direito. Gosto sempre de deixar a última parte do último dia para fazer as coisas que ainda não deram tempo ou que sinto que não aproveitei direito. Assim, não saio da cidade com aquela sensação de visita pela metade.


Partiu Amsterdam!

Está preparado para curtir Amsterdam ao máximo? O roteiro você já tem. Agora só falta organizar seus dias de férias e reservar passagens (aqui no site mesmo você consegue ver isso) e hoteis. Lembre-se de que se os preços de hospedagem em Amsterdam não estiverem dentro do seu orçamento, há sempre a possibilidade de ficar numa cidade próxima, onde os valores são mais acessíveis. Fiz isso em minha viagem e foi muito tranquilo! O transporte de toda a região é excelente e rápido. Você nem sentirá falta de estar na muvuca. E, de quebra, conhecerá mais uma cidade 🙂

Tenha uma boa viagem!

Booking.com
Booking.com
Booking.com
Booking.com

DEIXE UMA RESPOSTA